O Benfica apresentou esta sexta-feira o relatório e contas que demonstra que o "resultado líquido do 1.º semestre de 2019/20 ascende a 104,2 milhões de euros, o que representa uma melhoria de 639,8% face aos 14,1 milhões de euros apresentados no período homólogo, correspondendo ao sexto ano consecutivo em que a Benfica SAD apresenta lucro nos primeiros seis meses de atividade (é também o melhor resultado de sempre da sociedade)".

A SAD encarnada explica que "Estes resultados (...) estão significativamente influenciados pela alienação dos direitos do jogador João Félix por um montante de 126 milhões de euros, a qual após dedução dos encargos que gerou uma mais-valia de 108,2 milhões de euros", pode ler-se.

Uma melhoria em relação aos €14,1 milhões registados na temporada passada e que é descrito como o melhor desempenho de sempre da SAD encarnada.

No que diz respeito à operação, a SAD registou 116,7 milhões de euros, ultrapassando também os 19,6 milhões euros registados no mesmo período da época passada.

De acordo com o documento, o Benfica tem um ativo de 608,7 milhões de euros, ultrapassando pela primeira vez a barreira dos 600 ME.

O clube da LUz também revela que o passio cresceu em 20,7 milhões de euros em relação ao exercício anterior e está agora nos 385,3 milhões de euros.

No que diz respeito à dívida líquida, é de 45,8 milhões, "o valor mais reduzido dos últimos anos".

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.