O Benfica pode nem estar a fazer exibições de “encher o olho”. Rui Vitória pode nem ser um técnico consensual na Luz, apesar de estar a quatro pontos da liderança e ter qualificado a equipa para os oitavos-de-final da Liga dos Campeões. Mas há um dado que é preciso elogiar neste Benfica de Rui Vitória: a sua capacidade para fazer golo.

Os "encarnados" terminaram a primeira volta da Liga com 45 golos marcados, o que faz deste um dos melhores ataques da história do clube no virar do campeonato e um dos melhores da Europa.

Um dos melhores da Europa. E nem Jesus conseguiu tanto golo na Luz …

Nem nos seis anos de Jorge Jesus na Luz, com um futebol atrativo e com elevada nota artística se marcou tantos golos. Este é, de longe, o melhor ataque do século se tivermos em conta a primeira metade da época. São 45 golos em 17 jogos, o que dá uma média de 2,64 tentos por partida.

Nos grandes campeonatos europeus, o ataque do Benfica só fica atrás do Borussia Dortmund, Real Madrid e Bayern Munique. O Dortmund já marcou 47 golos em 17 jogos, o que dá uma média de 2,76. Seguem-se o Real Madrid com 2,83 (52 golos em 19 jogos) e Bayern com 2,70 (46 em 17 jogos).

A média de golos dos "encarnados" bate mesmo o do PSG (2,50), Barcelona (2,44), Nápoles (2) e Manchester City (1,95).

O melhor ataque do século

Desde o início deste século que uma equipa na Liga não marcava tanto na primeira volta, disputada com 15 ou 17 jornadas. O mais próximo deste número foi alcançado por Jorge Jesus na temporada passada. No final da primeira metade da época, os "encarnados" lideravam a Liga com 46 pontos, 41 golos marcados e sete sofridos. Mesmo assim o melhor ataque era do FC Porto, com 42 golos.

Se nos centramos apenas nos campeonatos jogados a 34 jornadas neste século, o terceiro melhor ataque ao cabo da primeira volta fica longe desta marca de Rui Vitória. Nos oito campeonatos com 34 jornadas, o melhor registo de golos é do FC Porto em 2002/2003, com 39 tentos.

Mas a fasquia dos 39 golos foi alcançado ao cabo da primeira volta nos campeonatos com 30 jornadas. E todos pelo Benfica: aconteceu em 2012/2013, com os "encarnados" na liderança com os mesmos pontos do F C Porto. E ainda em 2009/2010, quando Jesus fez a sua estreia na Luz e equipa foi campeão de inverno com 36 pontos, 39 golos marcados e nove sofridos.

A golear mesmo com vários lesionados …

Se a equipa tem este ataque demolidor, mesmo num ano de transição, com o plantel com menos soluções nos últimos sete anos, mesmo sem Salvio, Nelson Semedo e Luisão lesionados, Gaitán intermitente, entre lesões e jogos, o que fará este Benfica até ao final da época quando Rui Vitória tiver todos os jogadores à sua disposição?

É verdade que a equipa tem vindo a subir de rendimento, desde a última derrota na Liga frente ao Sporting. De lá para cá, o Benfica conseguiu vencer todos os jogos, alcançando assim nove vitórias seguidas, o que faz deste a melhor sequência do campeonato.

Objetivo: marcar mais de 90 golos na Liga

A este ritmo, o Benfica pode chegar ao final da Liga com 90 ou mais golos, marca que conseguiu apenas em quatro ocasiões. O melhor registo goleador do clube da Luz data de 1963/64 quando a equipa comandada por Lajos Czeizler marcou 103 golos num campeonato com 26 jornadas. Em 1972/73 o Benfica também atingiu a fasquia dos três dígitos de golos, quando Jimmy Hagan guiou a equipa aos 101 tentos na prova, o melhor registo no campeonato disputado com 30 jornadas. Rui Vitória pode ainda atingir a meta de 94 golos, conseguidos por Mário Wilson em 1975/76.

Para esta "enxurrada" de golos, muito contribuíram as goleadas ao Estoril (4-0), Belenenses (6-0), Tondela (4-0), V. Setúbal (4-2), Marítimo (6-0) e Nacional (4-1).

Mais de metade dos 45 golos tem um denominador comum: Jonas "pistolas" ou Indiana Jonas. O avançado brasileiro participou em 53 por cento dos golos, marcando 18 e fazendo assistências para seis tentos.

Com este ritmo de golos, é bem provável que tenhamos o Benfica a lutar com FC Porto e Sporting pelo título até a última jornada.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.