O público deverá voltar aos estádios de futebol no início da próxima época, depois de uma temporada inteira sem adeptos. O anúncio foi feito esta segunda-feira pelo Secretário de Estado do Desporto, João Paulo Rebelo.

Todos os clubes anseiam pelo regresso dos seus adeptos ao estádio mas alguns poderão ter problemas neste capítulo. É o caso do Benfica, que está a braços com 11 processos que podem levar o clube a voltar sem adeptos ou a ter de mudar de recinto. Diz o jornal 'OJogo' na sua edição desta terça-feira que estes processos dizem respeito ao suposto apoio por parte do clube às claques ilegais e ainda ao mau comportamento dos seus adeptos.

A Autoridade para a Prevenção e Combate à Violência no Desporto (APCVD) foi a última entidade a aplicar um castigo ao Benfica pelo alegado apoio do clube às claques não legalizadas.

Já em agosto de 2018 o Instituto Português da Juventude e do Desporto (IPDJ) tinha punido o Benfica com com um jogo à porta fechada e uma coima de 56250 euros por apoio ilegal a claques, referentes a jogos de 2016 e 2017.

Em outubro de 2017 o Sporting apresentou uma queixa contra o Benfica onde contestava o apoio do clube às claques ilegais. O caso tem andado de recurso em recurso e está neste momento no Tribunal Central Administrativo do Sul. Neste caso o Benfica poderá ter de fazer cinco jogos caseiros longe da Luz por interdição do seu recinto.

O Benfica tem contestado todos estes casos, com recursos junto de várias entidades. Mas alguns podem conhecer o seu desfecho na próxima época.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.