A Casa do Benfica na Covilhã, integrada no conceito da segunda geração destas estruturas, reabriu hoje e é a primeira a funcionar com o novo parceiro na área da restauração, mas Jorge Jacinto anunciou a intenção de alargar o projeto.

Segundo o diretor do departamento de Casas do Benfica, a intenção é, numa segunda fase, implementar a Benficativo num edifício contíguo à sede e instalar um campo com cobertura transparente, dedicado a várias modalidades, na praça central, entre os dois imóveis.

Além das valências atuais, o futuro projeto contempla um centro de estudos e ocupação dos tempos livres para jovens e seniores, com uma oferta "que ultrapassa as 30 atividades académicas, desportivas e sociais", de acordo com Jorge Jacinto.

A Casa do Benfica na Covilhã reabriu hoje com 20 funcionários, mas o responsável por estas estruturas adianta que quando todas as valências estiverem em funcionamento serão criados mais dez postos de trabalho.

O projeto foi entregue em mãos pelo vice-presidente do Benfica, Domingos Lima, a Serra dos Reis, vereador com o pelouro do Urbanismo na Câmara Municipal da Covilhã, que sublinhou "existir abertura" para a proposta das ‘águias’, que contempla vários locais, mas "por uma questão de proximidade privilegia" o edifício em frente à sede, A Tinturaria, onde funciona uma galeria de arte.

"Há espaços que podem ser libertados, outros que não. Tudo vai ser estudado. Depende quer do que esteja no projeto, quer das estratégias que a câmara tenha para este espaço", disse o autarca, em declarações à agência Lusa.

Domingos Lima pediu a Serra dos Reis "que veja com atenção" a documentação entregue, "para no futuro próximo podermos dar passos mais concretos que deem oportunidade ao Benfica de desenvolver, para bem dos benfiquistas e da população da Covilhã", acrescentou o dirigente ‘encarnado’.

Em declarações à Lusa, o autarca covilhanense afirma comprometer-se a analisar "até ao final do ano" o projeto, mas acentua existirem "outros pretendentes" aos mesmos espaços. "Do ponto de vista da aprovação dos espaços, já é num contexto que não é o vereador que decide, mas o senhor presidente e o executivo", vinca Serra dos Reis.

Na mesma cerimónia Jorge Jacinto sublinhou que a Casa do Benfica na Covilhã "é pioneira no mundo" a funcionar com "este modelo" na restauração, numa parceria com o grupo Nova Casta.

O momento foi aproveitado para voltar a mostrar na cidade o troféu do 37.º campeonato nacional de futebol, com que os adeptos puderam tirar fotografias. Antes, Luisão, recebido efusivamente, deu uma palestra motivacional na Universidade da Beira Interior, nas imediações da Casa do Benfica.

A Casa do Benfica na Covilhã foi inaugurada em 2002 e mudou para as novas instalações, num edifício arrendado à Câmara da Covilhã, em 2017, na Rotunda do Rato.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.