Com a saída de Lima, o Benfica precisa de ir obrigatoriamente ao mercado de forma a assegurar a contratação de um atacante. Os números da pré-época confirmam isso mesmo: os “encarnados” estão com pouco poder de fogo.

Frente ao América do México, e segundo lembra o jornal A Bola, o Benfica fez apenas oito remates, sendo que só três das tentativas foram na direção da baliza. Nos quatro jogos de preparação já realizados, o clube da Luz apresentou uma boa solidez defensiva, no entanto a equipa está muito curta no processo ofensivo.

Com a saída de Lima para o Al Ahli, Rui Vitória fica com dois jovens com potencial, mas ainda sem muitas provas dadas: Nélson Oliveira e Jonathan Rodríguez.

No mercado, o Benfica também procura alternativas. Para além do mexicano Raul Jiménez (Atlético de Madrid), o Benfica tem na mira o uruguaio Abel Hernández e o italo-argentino Pablo Osvaldo.

Com uma equipa ainda em construção, o Benfica defronta o Monterrey no domingo, e daqui a pouco mais de 10 dias vai medir forças com o Sporting na Supertaça, no primeiro compromisso oficial dos "encarnados".

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.