O Benfica segue em frente na Taça de Portugal, a muito custo, depois de ter vencido em Vizela por 2-1 em jogo da quarta eliminatória da prova rainha. O Vizela adiantou-se no marcador, aos seis minutos, com um golo de Samu, mas o Benfica, em vantagem numérica desde os 26 minutos, por expulsão de Ericson, deu a volta ao marcador, por Raúl de Tomás (70) e Vinicius (86). É com muito sofrimento que a equipa de Bruno Lage chega aos 'oitavos'. Destaque para a excelente exibição do Vizela, do Campeonato de Portugal, que jogou grande parte da partida reduzido a dez elementos.

Para o encontro desta noite, Bruno Lage alterou cinco jogadores face ao jogo vitorioso sobre o Santa Clara. Zoblin, Ferro, Samaris, Jota e Raúl de Tomás foram as novidades. O estádio teve lotação esgotada, cuja capacidade ronda os seis mil espetadores, a maioria adeptos encarnados.

Aos 6 minutos, com alguma passividade da equipa encarnada, Samu remata forte e colocado de fora da área e bate Zlobin, colocando o Vizena na frente do marcador.

Em desvantagem prematura, o Benfica assumiu o controlo territorial da partida, mas ficou exposto aos contra-ataques do Vizela, que, porém, contou com as melhores oportunidades de golo no primeiro tempo.

Aos 26 minutos, Ericson fez falta sobre Pizzi e viu o segundo cartão amarelo no espaço de pouco tempo, colocando a equipa do Vizela reduzida a 10 unidades. Mais adiante no encontro, já perto do intervalo, o árbitro Hélder Malheiro mostrou dois cartões amarelos dirigidos ao banco do Vizela, um para o seu treinador e outro para um dos seus adjuntos, devido a protestos, na sequência de uma falta assinalada a Kiko Bondoso sobre Jota.

Após o intervalo, o Benfica continuava a exibir-se num nível muito aquém das expetativas, para não dizer muito fraco, perante um Vizela que, reduzido a dez elementos, nunca se encolheu perante o campeão nacional.

Aos 70 minutos, numa boa jogada de Jota pela direita, o avançado português cruzou ao segundo poste, onde aparece Raúl de Tomás a finalizar para o empate.

O Benfica ia acordando até na partida, pressionado pelo relógio que não parava, e, aos 87’, Vinícius conseguiu marcar para o Benfica e ditar a reviravolta. Num passe de Caio para a desmarcação, o avançado brasileiro, na cara de Cajó, levou a melhor e atira para o 2-1 final.

O Benfica junta-se a Sporting de Braga, Santa Clara e Famalicão, da I Liga, Leixões e Académico de Viseu, da II Liga, e Sertanense e o Sporting de Espinho, do Campeonato de Portugal, no lote de equipas apuradas para a próxima ronda.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.