A entrada do Sporting na temporada de futebol 2018/2019 tem correspondido às exigências, face ao clima de instabilidade que o clube tem vivido nos dias que antecedem as eleições, mas para o dérbi com o Benfica existem dúvidas.

O período de campanha dos sete candidatos com vista ao ato eleitoral marcado para 8 de setembro tem agitado as últimas semanas, assim como as intervenções do ex-presidente Bruno de Carvalho, que parece não ter desistido de ir a votos, apesar de se encontrar suspenso de sócio.

Concentrado apenas na I Liga, ao contrário dos rivais, que ainda tentam alcançar a fase de grupos da Liga dos Campeões, a deslocação a Moreira de Cónegos do Sporting foi o primeiro grande teste, num recinto que, normalmente, proporciona dificuldades acrescidas aos três 'grandes'.

Contudo, e mesmo depois de os 'leões' terem consentido um golo madrugador do Moreirense, Bruno Fernandes e Bas Dost, este por duas vezes, asseguraram o triunfo (3-1) e uma estreia positiva no campeonato.

Os dois jogadores mais influentes da temporada passada acabaram por se transformar nos grandes reforços para tentar atacar o título, ao regressarem ao clube depois de terem rescindido os contratos. Ambos alegaram justa causa devido ao ataque à Academia do Sporting, em Alcochete, no dia 15 de maio, com agressões a jogadores do plantel e à equipa técnica.

Mesmo sem protagonizar uma exibição convincente, a equipa liderada por José Peseiro, regressado a Alvalade depois de ter falhado o título em 2004/2005, apresentou-se na segunda ronda perante os associados e adeptos com novo triunfo complicado (2-1) diante do Vitória de Setúbal, e com outros protagonistas.

O nível apresentado e os dois golos do regressado internacional português Nani à casa onde foi formado permitiram novo triunfo, num jogo em que se evidenciou o cabo-verdiano Jovane Cabral. O jovem extremo, de 20 anos, que já tinha conquistado uma grande penalidade na jornada inaugural, voltou a mostrar-se em Alvalade, ao assistir o 17 dos 'leões' para o tento decisivo.

A má notícia recai naquele que poderá ser o grande ausente do dérbi com os 'encarnados', Bas Dost, que sofreu uma lesão muscular ainda antes do início da partida cojm os sadinos, tendo, ainda assim, dado o seu contributo nos primeiros 45 minutos.

A desilusão, até ao momento, nos 'leões' tem recaído em outro jovem da formação do qual os adeptos muito esperam esta época, Matheus Pereira. O brasileiro expressou nas redes sociais a insatisfação por ter ficado de fora dos 18 eleitos na primeira ronda e acabou por treinar vários dias à margem dos colegas, tendo esta semana sido integrado nos trabalhos, mas com a incerteza se será opção para sábado.

Com um 'onze' base definido, outra dúvida na cabeça de Peseiro prende-se com o jogador que melhor complementa o meio-campo com o argentino Battaglia, depois da saída de William Carvalho para o Bétis de Sevilha. A primeira aposta recaiu sobre o sérvio Petrovic, mas com os sadinos foi o croata Josip Misic a ser lançado de início.

Na baliza, o guarda-redes Salin foi surpresa, ao assumir as redes nos dois primeiros encontros. O suplente de Rui Patrício na temporada tansata beneficiou da lesão do presumível titular Viviano, porém, a culpa no golo sofrido em Alvalade deixa o francês numa posição delicada. Renan Ribeiro, emprestado pelo Estoril Praia, também está à espreita de uma oportunidade.

No sábado, o Sporting desloca-se ao Estádio da Luz, pelas 19:00, para defrontar o Benfica, em encontro da terceira jornada da I Liga de futebol.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.