O anúncio foi feito hoje pelo presidente Luís Filipe Vieira à Benfica TV, numa entrevista na qual garantiu que a independência da Olivedesportos quanto aos direitos televisivos «foi a opção certa».

«O negócio já recebe mais do que a última proposta da empresa que detinha os direitos», afirmou Vieira, assegurando ainda que a disponibilização dos dois canais não vai onerar mais os assinantes, que «já ultrapassam os 150.000».

Luís Filipe Vieira entende que o futuro do clube depende muito do projeto televisivo: «O sucesso depende de todos nós. Os benfiquistas têm de decidir. As receitas deste canal são peça fundamental para o que vai ser o futuro do Benfica, em termos desportivos e económicos. Temos de pagar parte do nosso endividamento e continuarmos a ser muito competitivos».

O dirigente entende que o Benfica «não rompeu ou fez guerra a ninguém», mas apenas «capitalizar os direitos televisivos» para os passar a explorar, «caso único no mundo, uma inovação que faz com que o clube seja falado e imitado internacionalmente».

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.