O Benfica vence ao intervalo o Arouca por 2-0. Pizzi e Mitroglou marcaram os golos da “equipa encarnada”.

No onze inicial, Rui Vitória decidiu colocar Mitroglou e Samaris no onze, no lugar de Fesja (ausente por castigo) e Raúl Jiménez. Já Lito Vidigal repetiu o onze que venceu o Benfica na primeira volta.

Com quase 50 mil espectadores nas bancadas, a equipa da casa começou a partida a todo o gás, não dando tempo ao Arouca de respirar e de se ambientar.

Logo aos três minutos, o Benfica chegou à vantagem. Depois de uma bola bombeada para a área, Jonas serviu atrasado para Pizzi que disparou sem hipóteses para Bracali.

Foi o golo mais rápido da equipa da Luz nesta edição da Liga.

A reação do Arouca até foi positiva, no entanto, sem incomodar a baliza de Julio César.

Ainda antes dos 25 minutos, o Benfica chegou ao 2-0. Depois de um canto de Pizzi, Lisandro de cabeça colocou a bola na área e Mitroglou com muita classe, desviou de calcanhar para o segundo da tarde.

A partir daí a equipa comandada por Rui Vitória chamou para si o comando completo do encontro e podia ter chegado ao terceiro golo ainda antes do intervalo.

Aos 30 minutos, Mitroglou quase bisou numa jogada individual, valeu o corte de Hugo Basto.

A primeira parte também ficou marcada por alguns confrontos entre adeptos nas bancadas da Luz. A Polícia de choque teve que ser chamada a intervir para acalmar os ânimos.

Ainda antes do descanso, Bracali impediu o terceiro do Benfica. O avançado entrou na área, rematou, mas o guardião brasileiro com os pés impediu o golo.

Benfica chega ao intervalo a vencer por 2-0. Vantagem justa para a equipa das "águias".

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.