As urnas fecharam no pavilhão nº2 do estádio da Luz, com 37.619 votantes às 00:32, mas as eleições do Benfica decorrem ainda na casa do clube no Seixal, onde faltam votar associados.

De acordo com os últimos dados do clube, a votação para os órgãos sociais do quadriénio 2020/2024 já tem um recorde histórico, com a votação a superar o anterior maior registo de 2012.

Nessas eleições, votaram 22.676 sócios, com Luís Filipe Vieira a ser o mais votado, em detrimento do juiz Rui Rangel, mantendo-se num cargo que ocupa agora há 17 anos e para o qual concorre a um sexto mandato.

No ato eleitoral que decorreu desde as 08:00 de quarta-feira, apresentam-se, além de Vieira, os antigos vice-presidentes João Noronha Lopes e Rui Gomes da Silva.

Noronha Lopes, gestor de 54 anos, foi um dos impulsionadores da candidatura de Manuel Vilarinho em 2000, e de cuja lista fez parte, enquanto Rui Gomes da Silva, advogado e antigo ministro, de 62 anos, foi ‘vice’ de Luís Filipe Vieira entre 2009 e 2016, tornando-se crítico do atual presidente.

O sufrágio de quarta-feira - que manterá o 33.º presidente ou elegerá um 34.º -, é feito por voto eletrónico e foi antecipado em dois dias, devido à proibição de circulação de pessoas entre concelhos, como medida de combate à pandemia de covid-19.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.