O presidente do Sporting, José Eduardo Bettencourt, e o futebolista russo Marat Izmailov regressaram hoje a Lisboa, provenientes de França, em silêncio, sem comentar os motivos do regresso inesperado de ambos.

Em face das limitações que o jogador revelou no estágio francês, por causa do mesmo joelho, o departamento médico do Sporting decidiu fazê-lo regressar a Lisboa, onde vai ser sujeito a vários exames médicos, após os quais será decidido se se justifica ou não nova intervenção cirúrgica.

À chegada ao aeroporto era visível no joelho do médio russo, que trazia uns calções, uma ferida por cicatrizar.

José Eduardo Bettencourt deixou o aeroporto em passo acelerado e com um semblante fechado: “Estou com pressa, não falo”, disse aos jornalistas que dele se abeiraram para obter um comentário sobre Izmailov.

O jogador foi operado na Alemanha por um especialista alemão em Setembro do ano passado, por causa de problemas no tendão rotuliano, mas, quando regressou à competição, o joelho cedeu e começou a criar líquido quando era sujeito a cargas mais intensas.

O jogador passou boa parte da época a fazer treino condicionado e específico, sendo a sua utilização competitiva gerida de forma a não sobrecarregar ainda mais o joelho doente.

Este mesmo joelho esteve na origem do conflito que estalou entre o diretor do futebol, Costinha, e o próprio Izmailov, horas antes do jogo com o Atlético de Madrid, para a Liga Europa.

O jogador declarou então não estar em condições físicas para jogar, mas Costinha tentou demovê-lo, apelando ao seu espírito de sacrifício para ajudar a equipa naquele jogo de crucial importância para as aspirações do Sporting naquela competição.

No entanto, Izmailov manteve-se inflexível, reiterando não se sentir em condições para jogar, o que desencadeou um extremar de posições e conduziu a uma situação de quase beco sem saída.

Quando se esperava que o internacional russo não fizesse parte dos planos do novo treinador Paulo Sérgio, este veio publicamente revelar que vinha mantendo contactos com o jogador, com quem falava regularmente, e que contava com ele para a época 2010/11, tendo este então integrado a comitiva no estágio que decorre em França.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.