"Não temos hoje solidariedade nos órgãos sociais, nem o espírito de construção dos valores do Sporting que se deixou enredar numa teia complicada para o clube e para os sportinguistas", lamentou Bettencourt, depois de elogiar o "trabalho magnífico" dos Leões de Portugal como exemplo do que deve ser a atitude dos sportinguistas que contribuem para resolver os problemas do clube.

Quando se esperavam palavras de circunstância a propósito da tomada dos Leões de Portugal para o triénio de 2009/12, o presidente do Conselho Directivo surpreendeu ao lançar mais "farpas", como quando afirmou que assumia "a sua quota de responsabilidades", mas que não era "nem herói nem mártir".

Para Bettencourt, os problemas do Sporting "não são apenas do presidente ou do Conselho Directivo", mas também de "outras pessoas com responsabilidades no clube", que têm de contribuir "para a sua resolução", naquele que considera ser "o grande desafio" que se coloca ao clube na "difícil conjuntura" actual.

"O presidente só será capaz de resolver esses problemas trabalhando em equipa com aqueles que têm responsabilidade no clube", advertiu Bettencourt, deixando o aviso: "Se não se entender isto, dificilmente lá chegaremos".

Bettencourt "exortou os sportinguistas" a desempenharem "um papel preponderante na vida do clube" e evitarem "maldizer as coisas do Sporting", como se este não fosse um "clube com história".

O presidente deu o exemplo do Museu do clube como obra que representa "a iniciativa e o espírito de construção dos valores do Sporting" no sentido de "perpetuar a sua história riquíssima" e usou o termo "família sportinguista" para designar algo que é "muito mais do que pequenos actos e palavras", elogiando o trabalho desenvolvido pelos Leões de Portugal.

A fechar a sua intervenção, Bettencourt referiu-se à necessidade de "ter ambição e assentar o clube numa rocha", uma vez que "se os problemas com que o clube se confronta "não forem resolvidos agora, dificilmente o serão de vez".

A intervenção do presidente do Sporting surgiu no dia em que a SAD "leonina" confirmou, em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a recomposição da Comissão Executiva, com o presidente José Eduardo Bettencourt a assumir a responsabilidade do futebol profissional.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.