O Boavista considerou hoje que a sua inclusão na I Liga na época de 2014/15, decidida quinta-feira em assembleia-geral da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP), repõe o clube portuense num lugar «que é seu por direito».

Num comunicado publicado no seu sítio oficial na Internet, o histórico clube “axadrezado”, despromovido em 2008 na sequência de atos de coação a árbitros, regozija-se com a deliberação que determina o alargamento da prova a 18 clubes, com a inclusão do Boavista.

«Tal decisão vem reafirmar a justiça da reposição desta instituição no lugar que é seu por direito, estabelecendo normas que estatuem tal vontade de sempre dos responsáveis por este Clube e SAD, sócios e simpatizantes do Boavista FC, que naturalmente desta forma têm motivos para continuar a acreditar firmemente em tal desígnio», referem o comunicado.

O Boavista aproveita ainda para «agradecer a solidariedade demonstrada pela esmagadora maioria dos clubes das I e II Ligas, que votaram favoravelmente esta deliberação, com os quais o Boavista deseja manter um sadio e profícuo relacionamento, a bem do futebol nacional».

«Confiamos que as mais altas instituições do futebol nacional, Federação Portuguesa de Futebol e Liga Portuguesa de Futebol Profissional, concretizarão a deliberação tomada, sendo certo que da parte do Boavista terão, como desde as justas deliberações dos Tribunais Administrativos e do Conselho de Justiça da FPF, uma postura dialogante, respeitosa e positiva nesse sentido», acrescentam.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.