Bruno Costa Carvalho, candidato à presidência do Benfica, já tem a resposta do presidente da Mesa da Assembleia-Geral, Virgílio Duque Vieira, sobre as condições de elegibilidade.

O empresário garante ser "fácil concluir que tem 18 anos de sócio e não os 25 pedidos pelos estatutos actuais", mas considera que a resposta que obteve não é elucidativa sobre se poderá candidatar-se.

Nesse sentido, o candidato garante que irá por isso manter-se como cabeça de lista.

"Acima dos estatutos do Benfica está a Constituição. O Benfica, como qualquer outra instituição, tem que se submeter aos seus princípios. O movimento Todos p’lo Benfica entende ter todas as condições de prosseguir a candidatura comigo como cabeça de lista. Quando entregue a lista, se algum problema houver existem cinco membros constantes da mesma que cumprem a obrigação estatutária inconstitucional exigida", garantiu Bruno Costa Carvalho, em declarações reproduzidas pelo jornal A Bola.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.