O Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) absolveu Bruno de Carvalho na sequência de uma participação apresentada pelo Benfica com base nas declarações proferidas pelo presidente 'leonino' no passado dia 7 de janeiro.

Na altura, Bruno de Carvalho havia falado sobre o alegado condicionamento que os árbitros portugueses sofriam, salientando que o clube não ia voltar a fazer intervenções ponderadas sobre os erros da arbitragem no futebol português.

De acordo com o jornal Record, o acórdão ainda não foi tornado público, mas o Conselho de Disciplina considerou que Bruno de Carvalho não teve qualquer intenção difamatória, aceitando a defesa apresentada pelo Sporting de que o discurso se tratava de um mero exercício de liberdade de expressão.

A decisão do CD pode ser alvo de recurso por parte do Benfica.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.