Bruno de Carvalho concedeu uma entrevista à CMTV e lançou duras críticas ao Benfica e ao seu presidente Luís Filipe Vieira, tendo já recebido resposta por parte do clube 'encarnado' na forma de um comunicado.

Na entrevista em questão, o presidente do Sporting abordou o caso dos 'vouchers' e disse não esperar um castigo para o Benfica, "porque vivo em Portugal". "Se fosse noutro país, o Benfica descia de divisão. Bastava que os regulamentos fossem cumpridos", atirou. "Há coisas a decorrerem e o segredo é a alma do negócio. Vou até às últimas consequências".

Sobre Luís Filipe Vieira, presidente do Benfica, o líder do clube de Alvalade disse não ter uma relação com o homólogo mas criticou o facto de este mencionar com demasiada frequência o Sporting.

"Opinião sobre Vieira? Nenhuma. Não é desprezo. Simplesmente não temos relação. Os benfiquistas devem adorá-lo. Que faça o trabalho dele e deixe-me em paz. Deixe o Sporting da mão", disse. "Ele consegue falar pouco e mesmo quando fala não dizer nada de jeito. Peço imensa desculpa, mas a última entrevista dele foi toda contra o Sporting e contra mim".

"O senhor Luís Filipe Vieira é muito presidenciável, é do mais presidenciável do Mundo... Aliás, de facto, se ele concorresse às eleições na América, ganhava. Não! Ele tem é o Pedro Guerra, o André Ventura, o Rui Gomes da Silva, e pode perfeitamente estar no calor da sombra e mandar recados. Ai isso eu vivia feliz... Se eu tivesse o Pedro Guerra - bem, se tivesse o Pedro Guerra equacionava bem se estava no clube certo mas... - passando todo o exagero e pedindo desculpas aos sportinguistas - se tivesse Pedro Guerra, André Ventura e Rui Gomes da Silva, que não me doessem as costas!", atirou ainda na mesma entrevista.

Resposta vinda da Luz não tardou

Entretanto, a direção de comunicação do Benfica publicou já uma nota na sequência das declarações de Bruno de Carvalho, defendendo o trabalho de Vieira e as vitórias do clube.

"A reconhecida obra de Luís Filipe Vieira e as vitórias do Sport Lisboa e Benfica falam por si. Falarem, falarem e falarem só sobre nós e para os nossos adeptos e não para os seus próprios adeptos, mais não é do que uma repetitiva, gasta e desesperada tentativa de desviar as atenções e evitar explicações sobre o recente fracasso europeu e outros maus resultados. Mas esse não é um problema nosso e como tal não nos merece mais qualquer tipo de comentário", pode ler-se.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.