Bruno de Carvalho voltou a ser questionado esta quarta-feira sobre a mudança de Jorge Jesus para Alvalade, e se considerava que o atual técnico leonino falava demasiado do seu antigo clube.

Em entrevista à RTP3, o presidente do Sporting voltou a sustentar a tese de que tinha sido o Benfica a dispensar os serviços de Jorge Jesus quando o técnico terminasse contrato com o emblema da Luz.

"Não acho normal a forma como ele [Jorge Jesus] foi tratado porque o Benfica não quis. Ponto. Depois houve aquilo do paga e não paga e isso é lógico que acarreta mágoa. Foram seis anos que fazem parte da vida de uma pessoa e que não é fácil largar. Depois era a história dos SMS e que tinha ganho a Supertaça por as ter enviado. Portanto, não é um trauma com o Benfica. Se me atacam, eu ataco e por isso percebo perfeitamente", afirmou Bruno de Carvalho à RTP3.

"É algo em que penso muito pouco, mas quando as entidades são atacadas, há que reagir. Quer um exemplo? O Sporting reestruturou a dívida interna há dois anos. Quando estava a negociar com os bancos, numa altura muito difícil do clube, o Benfica, primeiro por Rui Gomes da Silva, depois por José Eduardo Moniz e depois pelo presidente, tiveram intervenções a dizerem que o Sporting estava a ter perdões de dívida. Isto é entrar na vida interna. Eu nunca iria falar de outros clubes. O presidente do Benfica deu uma entrevista no seu canal a falar do perdão de dívida quando estávamos num momento muito difícil. O Sporting está muito bem», acrescentou o líder leonino sobre os alegados ataques do Benfica contra o Sporting.

"Já começámos a conversar e a falar sobre a próxima época. Ele está muito empenhado neste projeto. Se ele sair será para cumprir algum desejo, como ele já disse, como o de treinar uma equipa que lute pela conquista da Liga dos Campeões. Se acontecer, não querendo que ele saia, também será muito bom para o Sporting. O Jorge Jesus foi contratado numa ideia clara de um projeto, de uma primeira fase de três anos. Gostava que se prolongasse. Fazemos uma boa dupla, entendemo-nos muito bem. Adoro a forma de trabalhar dele", frisou Bruno de Carvalho sobre a continuidade de Jorge Jesus em Alvalade por mais duas temporadas.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.