No jantar de encerramento de campanha, Bruno de Carvalho voltou a ´atacar` Pedro Madeira Rodrigues, seu rival na luta pela presidência do Sporting nas eleições que se realizam este sábado.

"Acho que o Sporting cresceu muito nestes últimos quatro anos e tinha merecido outro tipo de campanha, outro tipo de oposição, de candidatura. Uma candidatura vazia de ideias, cheia de insinuações, de difamações, de calúnias, ataques pessoais, não era o que o Sporting precisava neste momento. Infelizmente acho que não demos a imagem deste Sporting, que é muito grande e merece naqueles que querem ser presidentes outro tipo de elevação e personalidade. O candidato da lista A não esteve a altura das eleições", disse BdC, em declarações à RTP.

"Não posso deixar de agradecer ao meu pai, pela educação que me deu, por me ter dado princípios e valores, dado o que é viver e conviver. Por me terem permitido nestas eleições, as minhas terceiras, enfrentar tudo com muita calma, com ponderação, aqueles ataques pessoais, vil, reles... Realmente a educação que me deram levou-me a não responder da mesma forma. Quero agradecer aquilo que são, por terem passado o ADN do Sporting, um crónico vencedor, um clube de eleição, de excelência, que por todo o Mundo é reconhecido. Sem vocês não estaria aqui. Agradecer também à minha mãe. Muitas pessoas não sabem, mas eu não era suposto ter nascido, não era suposto terem um quarto filho. Eu era uma dor de cabeça... Mas passados 45 anos sou uma dor de cabeça para os nossos rivais", apontou ainda, em declaração aos jornalistas.

O atual presidente dos ´leões` voltou a apelar ao voto na sua lista para continuar o trabalho que tem vindo a desenvolver no Sporting.

"O que peço é que verifiquem o que se está a passar, o que é uma equipa forte e coesa, o que é o sportinguismo que está aqui com toda a credibilização que conseguimos em quatro anos. Têm de olhar para os programas, para as equipas, para quem as lidera. Não nos focarmos nos resultados do futebol neste momento - as pessoas estão tristes e nós também. Não dispersem o voto, é importante manter esta equipa forte, unida e coesa, que é a única forma de alcançar a glória. É importante que ninguém fique em casa para demonstrar a força interna e externa do nosso Sporting", começou por dizer à RTP, durante o jantar de encerramento da sua campanha.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.