O presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, proibiu contratualmente os atletas do clube de utilizar o vermelho enquanto forem funcionários do emblemas leonino.

Segundo escreve esta quarta-feira o diário Jornal de Notícias, todos os jogadores de futebol, e das várias modalidades do Sporting, estão proíbidos contratualmente de utilizar a indumentária relacionada com a cor do rival da Segunda Circular: o vermelho.

De acordo com o referido jornal, a situação foi determinada pelo Conselho Diretivo presidido por Bruno de Carvalho e o impedimento de utilizar o vermelho não se prende apenas ao nível do calçado, como ficou patente no contrato de Sebastián Coates, cujo contrato foi revelado pelo Football Leaks.

Para além do calçado, os atletas que queiram utilizar acessórios estão impedidos de usá-los com a cor vermelha, tendo sido abertas exeções em caso de autorização superior, uma vez que há tons de vermelho que não têm qualquer associação possível ao Benfica.

No artigo publicado esta quarta-feira, uma fonte do clube garante que tal medida prende-se acima de tudo com a vontade de destacar a marca Sporting, cuja cor é desde 1906 o verde, e que ninguém se mostrou insatisfeito com a medida, que muitos consideram ser agregadora e fator de união em torno do projeto Sporting.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.