O treinador Bruno Lage, que levou o Benfica à conquista do título português de futebol, assumiu hoje que gostaria de continuar a contar com o avançado Jonas na próxima temporada.

"Se ele ficar vou ter de pagar uma promessa", deixou escapar o técnico dos ‘encarnados', durante uma conversa com a comunicação social, no Seixal.

Bruno Lage deixou nas mãos do brasileiro, autor de 15 golos nesta época, a decisão sobre o seu futuro, mas recordou a conversa que teve com o veterano avançado, de 35 anos: "Antes de ir de férias, disse-lhe que quero que esteja sempre feliz entre nós, que foi também o que lhe disse no primeiro dia como treinador principal do Benfica".

Ainda sobre a formação do plantel para a próxima época, o treinador confirmou que vai chamar dois ou três jogadores da equipa B para fazerem a pré-temporada, escusando-se a revelar os nomes dos jogadores escolhidos "porque ainda não lhes foi comunicado".

"Quando precisamos de reforçar uma posição, em primeiro lugar temos de ver e perceber se temos em casa quem a possa fazer", assumiu Bruno Lage, explicando que, quando o clube procura reforços "de fora", está essencialmente a preparar-se "para o caso de perder jogadores".

Por outro lado, alguns futebolistas podem já não ter "margem para evoluir" na equipa B, mas também ainda não estarem "preparados" para a principal, pelo que, nesses casos, pode haver necessidade de procurar reforços vindos "de fora".

Questionado, diretamente, sobre o noticiado interesse dos ‘encarnados' no guarda-redes Cillessen, Lage não confirmou as negociações com o guarda redes do FC Barcelona, mas explicou que isso "não significa que não exista confiança nos jogadores do clube".

"O Benfica não sabe se têm projetos diferentes e tem de estar sempre preparado para perder elementos de um momento para o outro", justificou o treinador.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.