Na antevisão ao jogo com o Gil Vicente, Bruno Lage voltou a ser questionado sobre a pouca utilização de Samaris. O técnico do Benfica garantiu que se trata apenas de uma questão de "opção".

"É opção em relação àquilo que vai acontecendo. São as nossas decisões, olhar e ver a intenção de colocar mais gente em termos ofensivos. Não foi o único jogador do sucesso do ano passado a não jogar [tanto]. Tino, Seferovic... Vejo a questão em termos coletivos, apenas isso. Ele ou qualquer jogador estão sempre próximos de entrar no jogo. Não é por estar no banco ou fora da convocatória que estão fora das soluções. Treinando bem e estando disponíveis, todos eles estão disponíveis para entrar no onze".

Face às fragilidades defensivas da equipa nos últimos jogos, Bruno Lage foi também confrontado com a possibilidade de colocar um homem mais defensivo no meio-campo.

"Há quatro meses fiz isso, era o Cervi. A equipa não precisa de mais gente para defender melhor, tem é de ser mais consistente. Não temos de olhar para trás, temos é de pensar em marcar golos, estar com os olhos postos na baliza adversária. Quer a defender ou a atacar temos de ser mais fortes ao nível do equilíbrio. Temos de sentir o momento e pensar no que podemos fazer mais para produzir um futebol mais agradável", observou.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.