O avançado da Naval 1.º de Maio Camora considerou hoje que o facto de o seu clube nunca ter vencido o Vitória de Setúbal em casa não é relevante para o encontro de domingo, referente à quinta jornada da Liga de futebol.
“Vai ser um jogo extremamente difícil e determinante”, assegura, acrescentando: “São duas equipas de valor semelhante que querem quanto antes conquistar o maior número de pontos possível”.

“São factos e números que constam das estatísticas, em futebol nada se repete, vamos abordar o jogo com o pensamento na vitória e não preocupados com histórias e factos passados” vincou.

O facto de a Naval ter saído derrotada nas duas últimas jornadas – Sporting, 3-1 e Académica, 3-0 – foi já assunto de “reflexão pela equipa” salientou o avançado concluindo, “discutimos o que havia a discutir, agora vamos pensar no futuro de forma positiva e ambiciosa”.

O extremo navalista garante que a equipa tem argumentos para vencer a turma sadina, “vamos ser uma equipa unida, reforçar os níveis de concentração e acima de tudo ser muito ambiciosos”.
A Naval, 14.ª classificada, com três pontos, e o Vitória de Setúbal, 11.º, com cinco, defrontam-se no domingo pelas 17 horas na Figueira da Foz, partida que será dirigida pelo árbitro do Porto, Rui Costa.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.