Carlos Brito, treinador do Rio Ave, está «otimista» num bom resultado da sua equipa este domingo, frente ao Beira-Mar, em jogo da 21.ª jornada da Liga portuguesa de futebol.

O técnico dos vila-condenses reconheceu as dificuldades que os aveirenses podem criar, naquilo que classificou ser «um jogo importante» para as aspirações das duas equipas.

«As nossas perspetivas num bom resultado são otimistas, mas com consciência das dificuldades de um jogo importante. Não chega o otimismo e vontade de vencer, é preciso transpor estes fatores para dentro do campo», analisou Brito.

O treinador reconheceu que a entrada de Ulisses Morais no comando do Beira-Mar pode trazer um acréscimo de motivação ao adversário, mas frisou que estarão frente a frente «duas equipas equilibradas».  «Quando uma equipa muda de treinador é natural que os jogadores menos utilizados perspetivem jogar mais. A entrega é, por regra, maior com a mudança e há acréscimo de motivação, algo que aumenta o grau de dificuldade deste jogo para nós, entre duas equipas equilibradas», analisou Carlos Brito.

Sobre a postura que espera do Beira-Mar, o treinador do Rio Ave está na expetativa.  «Conhecemos os jogadores do Beira-Mar, mas não sabemos o que de novo o Ulisses vai introduzir na equipa. Nesse sentido, vamos jogar um pouco às escuras. É mais fácil para eles fazerem uma análise da nossa equipa do que o contrário», concluiu o técnico do Rio Ave.

Para esta partida, Carlos Brito já poderá contar com o contributo do médio Jorginho, que debelou uma lesão muscular e do defesa Tiago Pinto, que regressa de suspensão. Por outro lado, o capitão Gaspar estará ausente, devido a castigo.

O jogo entre o Rio Ave e o Beira-Mar está agendado para domingo, às 16h00, no Estádio dos Arcos, e terá arbitragem de Artur Soares Dias, do Porto.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.