"Apesar das dificuldades do Leixões não fazemos negócios a qualquer preço, não temos jogadores em saldo, não tomamos atitudes precipitadas e só acertaremos as transferências nas condições que tivemos ocasião de referir ao Maiorca", referiu.

Carlos Oliveira reagiu assim às notícias da transferência de Bruno China para o Maiorca publicadas na imprensa espanhola, que davam conta da aquisição do jogador, avaliado em dois milhões de euros, por 400 mil euros.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.