O presidente do Marítimo, Carlos Pereira, disse hoje que o clube de futebol irá continuar "a privilegiar a formação" e, por isso, garantiu que o substituto do técnico Pedro Martins "tem de pensar muito" nesse setor.
À margem das comemorações do oitavo aniversário do Colégio do Marítimo, o líder do clube madeirense adiantou também ter "um nome em vista".
"Quando andamos nesta vida, temos sempre um perfil, mas essa pessoa terá que estar muito bem identificada com a formação, porque o Marítimo vai continuar a identificar-se nesse patamar", sublinhou Carlos Pereira.
Sobre as obras de beneficiação do Estádio dos Barreiros, Carlos Pereira não quis prestar declarações, afimando apenas que o clube "não reivindicou verbas, apenas se limitou a agradecer".
Presente no ato das comemorações que decorreram esta manhã, o presidente do Governo Regional da Madeira, Alberto João Jardim, não se recusou a abordar o tema, como adepto do Marítimo e como governante.
"Como adepto, estou com a direção do Marítimo, em quem deposito confiança, para fazer as coisas de forma prudente”, sustentou.
Já na qualidade de presidente do governo regional, foi taxativo: "uma coisa é querer ajudar e outra é poder fazê-lo", observou.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.