A Casa do FC Porto de Coimbra foi alvo, durante a madrugada de hoje, do segundo acto de vandalismo no espaço de um mês, segundo informação da direcção da estrutura de adeptos.

Segundo Nuno Fernandes, vice-presidente dos “dragões” de Coimbra, foram partidos quatro dos seis vidros da fachada do edifício, o que resulta num prejuízo material avaliado em 650 euros.

No interior do espaço foram encontradas mais de 10 pedras, que terão sido arremessadas contra os vidros em hora indeterminada da passada madrugada.

«As delegações, sejam de que clube for, fomentam o convívio saudável entre simpatizantes e adeptos de desporto, pelo que repudiamos toda e qualquer ameaça à ordem pública, bem como actos de vandalismo fanático que nada abonam a favor do desportivismo», refere aquele responsável em comunicado, recordando ataque idêntico à estrutura conimbricense no mês passado.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.