O guarda-redes espanhol Iker Casillas, atualmente no FC Porto, disse esta sexta-feira, em entrevista ao Porto Canal, que o melhor momento que vai viver em Portugal será quando "estiver nos Aliados a festejar". Casillas defendeu que esse será o momento alto da sua passagem pelo FC Porto e acredita que não faltará muito tempo para que tal aconteça.

"O meu melhor momento em Portugal será quando estiver nos Aliados a festejar um título e a desfrutarmos todos desse triunfo. Afinal, é o que todos queremos e o que eu quero. Era uma forma de agradecer aos adeptos", explicou.

O primeiro balanço feito por Iker Casillas ano e meio após a chegada ao Porto não é positivo e o motivo passa pela escassez de títulos conquistados, ainda assim, mostra-se confiante que essa situação vai mudar.

"A intenção é trabalhar ao máximo e o que pretendo no final é festejar com os meus companheiros, dirigentes e os adeptos. É frustrante quando isso não acontece", começou por dizer o guarda-redes, que, ainda assim, não sente dificuldades em apontar o momento mais positivo que passou no FC Porto até agora.

"Recordo-me do jogo com o Benfica, no Dragão, na época passada, ganhámos 1-0. O clima era impressionante, até nos dias que antecederam a partida. Aqui é que dás conta que os clássicos são verdadeiros clássicos", disse ainda.

Com apenas dois clubes no currículo, Iker Casillas consegue apontar sem grandes dificuldades as diferenças entre o Real Madrid e o FC Porto, mas, mesmo assim, encontrar um ponto em comum: o espírito de campeão.

"O Real Madrid, para mim, é o melhor clube do mundo. O Real Madrid pela história, pelo palmarés, pelo que move. Acho que nenhum clube se pode equiparar, nem Manchester United nem Barcelona. O Real Madrid está acima deles. Em relação ao FC Porto há diferenças, mas, no fundo, são dois clubes ganhadores. Aqui não se pode estar dois, três anos sem ganhar nada. Aqui pedem-te exigência todos os dias, a todo o momento. Igual ao Real Madrid. E isso é o que faz do FC Porto uma equipa com carácter de campeão. Para nós, este ano é importante conquistar um título. Temos de ir passo a passo, como estamos indo. Mas temos essa necessidade de conseguir algo", confessou.

Em relação a Nuno Espírito Santo, que já conhecia do campeonato espanhol, Iker Casillas mostrou-se satisfeito com o trabalho que tem vindo a realizar no FC Porto.

"Eu gosto. É um treinador dinâmico, que exige, que fala na cara quando tem de falar, e isso é bom. Deixa os jogadores falar, há que haver uma relação de falar, opinar, sempre com respeito mútuo", finalizou.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.