O médio senegalês Loum testou positivo à COVID-19 coronavírus, nos testes realizados 48 horas antes do encontro, conforme o protocolo da Liga, tendo sido essa a razão pela qual não integraou a extensa lista de convocados do FC Porto (composta por 26 nomes) para a deslocação aos Açores, onde os 'dragões' viriam a bater o Santa Clara ao final da tarde de sábado.

A notícia é avançada pelo jornal 'Record', que acrescenta que o médio foi imediatamente colocado em isolamento e que asssim continuará pelos menos durante dez dias, visto encontrar-se assintomático. Caso não surjam sintomas, não deverá então ser foraçdo a um período mais extenso de quarentena.

Desses testes realizados 48 horas antes do duelo com o Santa Clara, acrescenta o 'Record', não houve registo de mais nenhuma infeção, pelo que há nos 'dragões' a expectativa de que o senegalês seja mesmo o único caso de infeção com o novo coronavírus atualmente no plantel principal. Novo rastreio obrigatório, porém, terá lugar antes do duelo com o Man. City.

Loum, de 23 anos, tinha feito parte da convocatória de Sérgio Conceição para a deslocação de meio da semana a Marselha, tendo mesmo entrado em campo nesse triunfo para a Liga dos Campeões nos instantes finais do encontro.

Agora, depois de ter já ficado de fora da partida nos Açores, é também baixa certa para os próximos dois jogos do FC Porto, com o Man. City e o Tondela, devendo falhar também a visita ao Olympiacos, que fecha a fase de grupos da Liga dos Campeões.

Recorde-se que, nas últimas semanas, no plantel princpal do FC Porto também o treinador-adjunto de Diamantino Figueiredo testou positivo e que Pepe falhou o encontro com o Paços de Ferreira depois de um teste inconclusivo.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.