A iniciativa benfiquista, coordenada pelo antigo internacional Rui Águas, decorreu ao longo de toda a tarde no campo de relvado sintético da Ribeira Grande.

Acompanhados dos pais, os pequenos atletas, divididos em dois grupos distintos, conforme a idade, demonstraram as suas competências, estando alguns deles prontos a fazer as malas e seguir rumo a Lisboa.

Manuel, 10 anos, é um dos que está disponível para partir, porque o que quer é "jogar futebol… e no Benfica".

Em declarações à Lusa, o pequeno candidato às escolas do clube de Luz, garantiu que até tem o consentimento do pai para ir em frente.

Pedro Santos, pai de um outro jovem que aderiu, disse que a presença do filho nos "treinos de captação" do Benfica visou apenas "fazer-lhe a vontade".

"Ele gosta de futebol e já esteve em iniciativas semelhantes do Sporting e do FC do Porto", acrescentou.

Ao justificar a iniciativa benfiquista, Rui Águas considerou que os Açores não poderiam ficar de fora de um tipo de acções que o clube tem desenvolvido por todo o país.

"Há uma dificuldade dos miúdos em desenvolveram-se porque a competição não é muito exigente", referiu, acrescentando que a iniciativa pretende, sobretudo, o acompanhamento dos jovens.

"Não é possível que daqui saiam muitos Pauleta, mas pode aparecer um", comentou.

Técnicos do Benfica têm-se deslocado aos Açores para observar o desempenho de iniciados quando solicitados por organizações ou dirigentes desportivos da Região, mas a acção de hoje foi a primeira do género organizada pelo clube fora do continente.

Uma iniciativa semelhante organizada em Maio na ilha de S. Miguel pelo FC do Porto mobilizou cerca de uma centena de jovens candidatos às escolas de futebol do "Dragão".

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.