O Sporting subiu ao terceiro lugar da I Liga, ao vencer o Desportivo de Chaves por 3-1, em partida da 27.ª jornada da prova. Em Trás-os-Montes, os 'leões' contaram com a estreia goleadora do reforço Luiz Phellype para chegar a vantagem aos 24 minutos mas o Chaves empatou aos 60 por André Luís, quando jogava com menos um. Bruno Fernandes aos 80 e Luiz Phellype aos 111 atiraram o Sporting para o terceiro lugar da Liga. Jefferson do Chaves e Ristovski do Sporting foram expulsos.

Galvanizados pela vitória na ronda anterior frente ao também aflito Desportivo das Aves, ex-equipa de José Mota, o Desportivo de Chaves tentava manter o ritmo vencedor, sabendo que um triunfo podia retirar a equipa da zona de descida. Já o Sporting tinha o terceiro lugar na mira, depois da derrota do SC Braga frente ao FC Porto.

Com Bruno Fernandes recuperado e no onze (100.º jogo do 'bombardeiro' da Maia pelo Sporting) mas sem Bas Dost, Luiz Phellype foi a escolha de Marcel Keizer, que procurava o quatro triunfo consecutivo na Liga.

Nos primeiros minutos, só deu Sporting. A equipa de Marcel Keizer ia estudando formas de furar o bloco baixo montado por José Mota, cuja equipa tentava sempre sair pela certa, sem pressas, enervando o Sporting nalguns momentos. Os 'leões' experimentaram a longa distância por Gudelj aos 11 minutos, tentaram na bola parada por Luiz Phellype num cabeceamento para fora aos 12. Também na bola parada, os transmontanos tentavam incomodar Renan mas, quando conseguiram ganhar nas alturas, Maras e André Luís atrapalharam-se mutuamente. Depois foi Coates a evitar que André Luís finalizasse na pequena área aos 29.

Quem não se atrapalhou foi Luiz Phellype aos 24 minutos. O avançado, ex-Paços de Ferreira apareceu ao segundo poste a encostar para golo, após bela jogada de entendimento entre Bruno Fernandes e Ristovski na direita. Estreia a marcar do brasileiro, ao 12.º jogo pelo Sporting.

Até ao intervalo, destaque para um livre de Bruno Fernandes que quase surpreendia António Filipe e um remate de Wendel que saiu ao lado.

Vermelho de Jefferson não travou ideias de Mota

Depois de ter feito as devidas correções e lançado a estratégia para dar a volta ao marcador, José Mota vai ver as suas ideias pararem no vermelho de Jefferson logo aos 51 minutos. Entrada tardia do médio brasileiro sobre Gudelj que Manuel Mota sancionou com amarelo, o segundo para o jogador flaviense.

Quando se pensava que o Sporting ia 'carregar no acelerador' por estar a jogar com mais um jogador, foi o Chaves que se galvanizou perante as adversidades. Aos 57 minutos o central Campi viu um cabeceamento seu bater no ferro de Renan, mas aos 60 o Chaves empatou mesmo. Passe fantástico de Rodrigo Gallo para André Luís nas costas da defensiva leonina, o avançado recebeu, contornou Renan Ribeiro e rematou colocado, fazendo a bola entrar devagarinho na baliza, apesar dos esforços de Ristovski. Coates ficou muito mal na 'fotografia' já que não atacou a bola lançada pelo médio flaviense.

Esperava-se que Keizer tentasse outras soluções ofensivas mas a primeira medida foi a troca de Gudelj por Doumbia. Depois entraram Jovane no lugar de Borja. O jovem extremo veio mexer com o jogo, numa altura em que o Chaves tinha trocado de guarda-redes, com a saída do lesionado António Filipe para dar lugar a Ricardo. Antes de deixar o relvado, o guardião flaviense negou o golo a Bruno Fernandes com uma defesa fantástica.

Bruno Fernandes resolve à 'bomba', Manuel Mota troca vermelhos e 'anima' últimos minutos

O substituto de António Filipe não foi capaz de repetir o feito do seu colega aos 80 minutos. Cruzamento de Acuña para a entrada da área onde apareceu o 'bombardeiro' da Maia a rematar de primeira para o fundo da baliza. 25.º golo de Bruno Fernandes esta época no Sporting, 14.º na I Liga, ele que igualava assim Bas Dost na lista dos melhores marcadores da equipa.

Aos 85 minutos, confusão no Estádio Municipal Eng. Manuel Branco Teixeira. Manuel Mota assinalou falta de Maras sobre Raphinha e mostrou vermelho ao defesa sérvio mas, alertado pelo vídeo-árbitro, foi rever a jogada e descortinar uma falta dura de Ristovski no início da jogada. Acabou por retirar o vermelho direto a Maras (Raphinha podia ficar isolado) e mostrar vermelho direto ao macedónio. O Sporting passava de uma situação de ficar com mais dois jogadores para uma de igualdade numérica em campo.

Nos 11 minutos de compensação dados por Manuel Mota, o Chaves não conseguiu chegar a igualdade. Aproveitou o Sporting para 'matar' o jogo por Luiz Phellype, que bisou aos 111 minutos, depois de receber de Jovane Cabral.

O Sporting sobe assim ao pódio, 'roubando' o lugar que era do SC Braga, depois da derrota dos minhotos frente ao FC Porto.  Os dois conjuntos têm 68 pontos mas os 'leões' tem vantagem no confronto direto.

Veja o resumo do jogo

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.