Sebastián Coates explicou à Sporting TV como tem vivido o período de isolamento social determinado pelo novo coronavírus. O capitão dos 'leões' considera que o futebol, neste momento, é o menos importante.

"É um pouco estranho não poder ir treinar e estar com os meus companheiros, mas o primordial é a saúde. Seguimos o plano que a equipa técnica nos enviou mas é um pouco difícil porque não sabemos o que vai acontecer no futuro, se vamos continuar a jogar ou não, é isso que nos preocupa a todos", explicou o central urugaio.

Ainda assim, Coates garante que os jogadores vão estar preparados para o regresso à competição, independentemente de quando isso vier a acontecer: "Estamos sempre em contacto entre nós, a procurar saber como cada um se sente, como está a sua família, etc. Temos de continuar a treinar, a respeitar o que a equipa técnica enviou para, se amanhã tivermos de jogar, estarmos bem fisicamente."

O jogador do Sporting dá ainda um exemplo de algo que deixou de fazer no dia a dia por causa do novo coronavírus. "Como todos sabem, na América do Sul, mais no Uruguai e Argentina, temos uma tradição que é beber mate, que é como um chá, algo que partilhamos com a família. Mas agora não o estamos a fazer. É uma das medidas que temos tomado para tomar precauções", conta.

"De resto, estou a aproveitar o tempo com a minha família, os meus filhos, já que por vezes não posso tanto, por causa das viagens. Estou a matar saudades, a aproveitar com todos aqui em casa. Ver séries? É difícil, com os filhos, ganhar a televisão [risos]. Quando podemos, aproveito mais para jogar com eles e não tanto para ver televisão", diz o defesa central.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.