Sérgio Conceição analisou o triunfo do FC Porto frente ao Portimonense.

Análise

"Jogo difícil como esperávamos, com o Portimonense até a mudar um pouco a dinâmica que tem tido, com o Willyan a encaixar como terceiro central. Defensivamente eles estiveram sempre atentos e consistentes, apesar de na primeira parte termos tido três ou quatro situações de golo e  quando se marca nestes jogos as coisas ficam diferentes, mas não conseguimos. O início da segunda parte foi muito bom, tentei mudar alguma coisa a partir do banco, com o Nakajima e o Zé Luís e penso que resultou. Nos últimos 25 minutos estivemos em cima do adversário e criámos ocasiões que devíamos ter definido melhor. O golo apareceu em cima dos 90 e é mérito dos jogadores. Só contamos connosco e é de louvar o esforço deste grupo", disse.

Frescura Física?

"Para mim isso nunca vai ser uma desculpa, o FC Porto está habituado a jogar de três em três dias, é o que é. A coesão defensiva do Portimonense é que nos limitou e faltou alguma mobilidade e ocupação de espaços no corredor central."

Liderança à condição

"A equipa quer muito ganhar e estar em primeiro no final do campeonato em maio. Agora claro que é sempre melhor estar na frente…Não dependemos só de nós e fizemos o nosso trabalho perante uma equipa que criou dificuldades."

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.