O jornal Record escreve esta terça-feira na edição online que o Santa Clara vai mesmo poder participar na edição 2018/19 na I Liga.

Segundo o desportivo, o Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) tomou uma decisão favorável no processo em que os açorianos eram acusados de fraude no contrato com os treinadores Carlos Pinto e Luís Pires, e de falta de habilitações da equipa técnica que conduziu à subida à I Liga.

Carlos Pinto, atual treinador da Académica, orientou o Santa Clara ao longo da época passada quando tinha apenas o segundo nível do curso de treinadores, com o emblema insular a indicar Luís Pires, coordenador da formação, como técnico principal, sem que este tenha estado nos jogos.

O CD tinha já decidido favoravelmente a favor do Santa Clara num outro processo movido pelo União da Madeira para impedir a subida dos açorianos pela utilização irregular de jogadores sub-23 nos últimos jogos na II Liga, na época passada.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.