O Conselho de Justiça (CJ) de Federação Portuguesa de Futebol (FPF) anulou o castigo ao diretor-geral da SAD do FC Porto, Antero Henrique, referente a incidentes num jogo com a União de Leiria, anunciou esta quinta-feira o organismo.

«Anulada a decisão e baixa do processo», lê-se em comunicado do CJ sobre o recurso do mês de suspensão e multa de 1.500 euros dirigente dos “dragões” impostos anteriormente pelo Conselho de Disciplina (CD) da FPF.

Em 29 de fevereiro, o CD decidira «julgar indeferida por improcedente a reclamação» de Antero Henrique, o que o impediu de estar no banco dos “azuis e brancos” no “clássico” com o Benfica (2-3), da 21.ª jornada da Liga portuguesa.

O diretor desportivo da União de Leiria, Rodolfo Vaz, também foi castigado por um mês, na sequência do sucedido entre os dois no final do jogo da 18.ª jornada, que o FC Porto venceu (4-0).

Rodolfo Vaz disse, após o encontro, que estava a falar com o árbitro do encontro sobre a expulsão do argentino Shaffer e que Antero Henrique se terá dirigido a ele, «completamente alterado, aos gritos», tendo, confirmado que assinou a ficha de jogo no balneário, por não sentir «condições de segurança».

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.