Os jogadores do FC Porto tiveram direito a três dias de descanso numa altura em que se registou a pausa para jogos de seleções, mas o mexicano Jesús Corona continuou a trabalhar no Olival.

Escreve o jornal O Jogo que foi o próprio avançado que decidiu abdicar das folgas, de forma a apressar a recuperação da lesão na coxa esquerda que o afastou do jogo com o Nacional.

Na segunda-feira, último dia de descanso concedido por Nuno Espírito Santo, Corona trabalhou no ginásio e passou ainda pelo departamento médico.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.