O técnico do Sporting lançou de forma subtil queixas à arbitragem, nomeadamente, aos árbitros assistentes. Nos estádios, a equipa visitada tem lugar nos bancos da direita, zona onde está um dos fiscais de linha. Couceiro, propõe que a equipa visitante tenha lugar nesses mesmos bancos de forma a que as equipas da casa não pressionem os árbitros assistentes.

«Proponho aqui que, tal como já acontece em Espanha e puderam ver isso ontem, as equipas visitantes se passem a sentar no banco do lado direito. Não sei se houve problemas com o árbitro assistente, o que sei é que quando não se vê uma falta a dois metros é complicado», dinterveiw dsse Couceiro na flash ia SportTV, sublinhando que «o FC Porto é um justo campeão e já o tinha dito».

Na conferência de imprensa após o jogo, o treinador dos leões voltou a reforçar e concretizou a ideia. "Os árbitros devem ter mais à vontade e não se devem sentir pressionados em lado nenhum, aqui, em Alvalade, na Luz, em Braga ou em qualquer outro estádio (...) Tem havido erros graves com os árbitros assistentes", afirmou.

José Couceiro deu dois exemplos que considerou "erros incríveis" da equipa de arbitragem liderada por Artur Soares Dias: o lance final da 1ª parte, uma suposta mão intencional de Rolando dentro da grande área que daria penálti para os Leões e a falta contra o Sporting após a lesão que deu origem à saída do guarda-redes dos dragões, Helton. "Há situações que são incríveis. O Helton lesiona-se e a falta é contra nós?", questionou Couceiro. "É impossível haver falta, não houve contacto nenhum com qualquer jogador do Sporting", acrescentou.

Para o treinador dos leões, o empate seria o mais justo e que não foi o primeiro golo de Falcao que destabilizou a equipa.

«O segundo golo foi uma falta de atenção tremenda…naquele sitio a bola não pode entrar por ali. Em todo o caso, o jogo não se resume a isso, foi um jogo aberto, bem disputado e um empate seria justo», frisou.

Quanto ao regresso de Izmailov, realçou o facto de o jogador ainda não estar a 100 por cento, mas que é «uma opção de futuro».

«Senti que ele estava confiante se não não o tinha posto tão cedo, ainda faltava meia hora para o fim. Tinha que arriscar. Evidente que passou alguns momentos de sufoco, faltou-lhe o ar…mas como digo, temos que pensar no futuro», sublinhou. Quando questionado sobre se Izmailov é opção para o futuro, foi claro: «Ele tem de fazer parte do futuro do Sporting. Mas isto é a minha opinião».

Questionado sobre a possível perda do 3º lugar do campeonato para o Sp Braga, o treinador do Sporting reiterou que a equipa ainda está na luta por esse objectivo. "Estamos dependentes do Sp. Braga mas eu acredito que nós vamos chegar à última jornada e vamos ter que disputar o 3º lugar em Braga", rematou.

O FC Porto venceu este domingo o Sporting por 3-2.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.