Darwin Nuñez e Julian Weigl testaram positivo ao novo coronavírus e vão ser baixas para os próximos desafios do Benfica.

O caso do internacional uruguaio tinha sido já avançado por diversos meios de comunicação daquele país, que escreveram que o avançado do Benfica foi testado quando voltou a Portugal depois dos compromissos da seleção e estaria infetado.

Já o alemão esteve às ordens de Jesus durante o período em que se realizaram os compromissos das seleções nacionais, tendo testado positivo na terça-feira após o regresso de folgas.

Deste modo, a dupla não vai poder defrontar o Paredes neste sábado, para a 3.ª eliminatória da Tala de Portugal, e vai falhar também, pelo menos, o jogo da próxima quinta-feira, dia 26, diante do Rangers, na Escócia, relativo à 4.ª jornada da fase de grupos da Liga Europa.

De acordo com o regulamento da UEFA, "o teste SARS-CoV-2-RNA ou qualquer outro teste de laboratório deve ser fornecido pelo menos uma semana antes da próxima partida da equipa na UEFA". O regulamento prevê uma exceção de um teste negativo até 48 horas antes do desafio quando o período de quarentena se estende por mais de dez dias, enquanto a nível interno o prazo para isolamento é de dez dias, após o qual os atletas podem ser integrados caso apresentem melhorias evidentes.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.