O Vitória de Guimarães vai regressar aos treinos na sua academia na segunda-feira, após os jogadores realizarem os testes de rastreio à COVID-19 no sábado, informou hoje o clube da I Liga portuguesa de futebol, no sítio oficial.

"O Vitória Sport Clube irá realizar, este sábado, na academia, os testes de rastreio à COVID-19 a todos os jogadores da equipa A, bem como a toda a equipa técnica e staff. Sendo o resultado negativo nos testes condição básica para o regresso, os trabalhos retomam na segunda-feira, dia 4 de maio", lê-se na nota publicada pelos minhotos.

Forçados a treinarem nas suas casas desde 12 de março, data em que o clube suspendeu oficialmente a atividade, os jogadores e equipa técnica dos vimaranenses vão pisar de novo o relvado, mas segundo um "apertado protocolo" em "total concordância com as orientações da Direção-Geral da Saúde (DGS) e das autoridades competentes da área".

Segundo o comunicado, os intervenientes nos treinos vão responder, diariamente e ainda em casa, a "um questionário de bem-estar com várias questões de despistagem da covid-19", sendo novamente avaliados na academia.

Já o trabalho no relvado vai "estar limitado a um número reduzido de atletas em simultâneo", cumprindo-se "todas as distâncias de segurança" entre os treinadores e os jogadores, que vão ter, cada um, a "própria bola, o próprio material de treino e a hora definida para o treino".

Interdita a pessoas que não pertençam à estrutura de futebol profissional do Vitória, a academia vai "ser desinfetada permanentemente para minimizar todos os riscos" associados à pandemia e dispor de "circuitos de fluxo para minimizar as áreas de contacto dos atletas", sendo ainda proibido utilizar os balneários.

O Vitória de Guimarães prometeu ainda continuar o "serviço de entrega de refeições em casa" aos seus futebolistas e auxiliar "toda a logística necessária para as rotinas familiares".

Numa altura em que está ainda em dúvida o regresso das competições, a turma minhota ocupa o sexto lugar da I Liga, com 37 pontos, a 10 jornadas do fim da prova.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 224 mil mortos e infetou mais de 3,1 milhões de pessoas em 193 países e territórios. Cerca de 890 mil doentes foram considerados curados.

Em Portugal, morreram 973 pessoas das 24.505 confirmadas como infetadas, e há 1.470 casos recuperados, segundo a atualização de hoje da DGS.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.