O treinador do Marítimo, Daniel Ramos, afirmou esta quarta-feira que espera um FC Porto mais confiante, na antevisão do jogo de quinta-feira no Dragão, antecipado da 15.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol.

Os ‘azuis e brancos’ marcaram nove golos nas duas partidas anteriores (4-0 ao Feirense, para o campeonato, e 5-0 ao Leicester, para a Liga dos Campeões), o que deu motivação ao adversário.

"O FC orto estava a jogar bem, a fazer boas exibições, mas não estava a ser eficaz em alguns jogos e isso retira confiança. Sinto o FC Porto mais confiante, fruto dos últimos dois jogos. A vitória com o Braga [1-0] deu-lhes esse alento e, depois, dois jogos de continuidade, com boas exibições, com eficácia", frisou na conferência de imprensa de antevisão da partida no Estádio do Dragão.

Ainda assim, Daniel Ramos considera que os madeirenses também estão ansiosos pelo jogo e lembrou os triunfos alcançados diante do Sporting de Braga (1-0) e Benfica (2-1).

À procura de somar mais pontos diante de uma equipa como o FC Porto, o técnico ‘verde rubro’ deu a fórmula para alcançar o objetivo.

"Para conseguir pontos contra os ‘grandes’, a equipa tem de defender muito bem durante muito tempo, não se importar com a posse de bola e com a quantidade de ataques que tem e conseguir ser eficaz nas poucas oportunidades que se tem", referiu, salientando que o coletivo é mais importante que as individualidades.

A equipa insular vai para jogo com várias ausências, a maioria das quais no ataque, desde Dyego Sousa (suspenso), Amido Baldé (lesionado) e Baba (rescindiu contrato). Daniel Ramos disse querer que chegue janeiro o mais cedo possível para poder restruturar o plantel.

"Mesmo com essas adversidades todas, a minha equipa tem dado resposta, não como eu queria ainda, mas uma resposta possível", elogiou.

Questionado ainda sobre as arbitragens, o técnico mostrou estar contra as pressões e garantiu que vai continuar a respeitá-las.

"Já tive alguns erros contra, não falei nem vou falar neles, porque acho que não são erros premeditados. Quando sentir que houver algo, não tenho problema em levantar o braço, porque acho que estou a ser prejudicado. Até lá, benefício total às equipas de arbitragem, que façam o seu trabalho o melhor possível", concluiu.

O Marítimo, oitavo classificado, com 17 pontos, visita o FC Porto, segundo, com 28, pelas 20:30 de quinta-feira, com arbitragem de Bruno Esteves, da Associação de Futebol de Setúbal.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.