A edição 2020/21 da I Liga portuguesa arranca ainda com algumas incógnitas nos vários plantéis, mas com inúmeras caras novas entre as 18 equipas em prova. Algumas mais 'novas' do que outras, porque este 'defeso' brindou-nos também com alguns regressos de 'velhos conhecidos' do campeonato português.

Saiba mais sobre o arranque da I Liga 2020/21

Acabou, ao contrário do que talvez se pudesse esperar, em virtude da situação de pandemia que vivemos e das dificuldades financeiras que tal traz aos clubes, um mercado de transferências de verão bastante movimentado e com muitos milhões a circular. No Benfica tivemos mesmo maior investimento de sempre das 'águias'. FC Porto e Sporting foram mais comedidos, mas também investiram em força em alguns reforços.

O PRINCIPAL REFORÇO DE CADA UMA DAS 18 EQUIPAS

Fora do panorama dos três grandes, o principal motivo de conversa foi mesmo o do regresso (inesperado) de jogadores que no passado já brilharam por cá com outras camisolas. Mas são muitos os reforços que prometem dar que falar nos vários clubes ao longo da temporada.

Darwin Nuñez leva Benfica a bater recorde

Ninguém investiu tanto como o Benfica para a nova temporada. Aliás, nunca ninguém em Portugal tinha investido tanto em jogadores numa só pré-época. "É nestes momentos que entidades mais robustas conseguem melhores investimentos", explicou Luís Filipe Vieira, presidente dos 'encarnados'.

Ainda antes do final da última época tinha já investido 20 milhões de euros (que entretanto passaram a 18) no brasileiro Pedrinho. Um extremo criativo, de drible fácil, que aos 22 anos chegou do Corinthians.

Depois, com o regresso de Jorge Jesus para o comando técnico da equipa, prosseguiram os reforços e o forte investimento. Jan Vertonghen chegou a 'custo-zero' para conferir experiência à defesa, e vieram também Everton Cebolinha (atacante brasileiro contratado ao Grémio por 20 milhões de euros e reconhecido como um dos melhores jogadores do Brasileirão), Luca Waldschmidt (avançado internacional alemão vindo do Friburgo por 14 milhões), Gilberto (lateral-direito brasileiro, ex-Fluminense e contratado por 3 milhões de euros) e o guarda-redes brasileiro Helton Leite (o único vindo do mercado português, contratado ao Boavista).

Mas o reforço que gerará maior expectativa será, certamente, Darwin Nuñez. Contratado ao Almeria, do segundo escalão do futebol espanhol, por 24 milhões de euros, o jovem ponta-de-lança internacional uruguaio tornou-se não só na contratação mais cara de sempre do Benfica, mas também no jogador mais caro da história do futebol português.

FC Porto aposta nos golos de Taremi

Já o FC Porto mostrou-se mais comedido. Ainda assim, à entrada para o início da I Liga, são cinco os reforços já confirmados por parte dos atuais campeões nacionais, quatro deles vindos de clubes nacionais.

Aos 'dragões' começaram por chegar Cláudio Ramos, guarda-redes que terminou contrato com o Tondela no final da última época, Carraça, lateral-direito vindo do Boavista, e Zaidu, lateral-esquerdo ex-Santa Clara). Depois veio a confirmação da contratação daquele que será talvez o jogador em que os adeptos azuis e brancos depositarão maiores esperanças: Taremi, que chega do Rio Ave depois de uma época de 2019/20 em que assinou 18 golos na I Liga, tendo sido um dos melhores marcadores da prova.

Para o ataque os dragões garantiram ainda outra cara nova e o seu reforço mais carto até ao momento. Trata-se do jovem avançado brasileiro Evanilson, contratado ao Fluminense por cerca de 7,5 milhões de euros.

Pedro Gonçalves para ajustar a 'máquina' do Sporting às ideias de Rúben Amorim

Ao Sporting, depois da decepcionante temporada de 2019/20, que terminou com o clube a não conseguir sequer um lugar no pódio, relegado para o quarto lugar pelo Sp.Braga, chegaram para já seis reforços.

O veterano lateral-esquerdo internacional português Antunes assinou a custo-zero e, também a custo zero chegou o guarda-redes espanhol Adán. Outro espanhol, o lateral-direito Pedro Porro, vem para Alvalade emprestado pelo Manchester City e o defesa-central Feddal veio do Bétis a troco de aproximadamente 3 milhões de euros.

Mas foi no mercado português que os 'leões' fizeram os seus principais investimentos. O esquerdino Nuno Santos chegou do Rio Ave, contrato por 3 milhões mais as cedências em definitivo de Francisco Geraldes e Gelson Dala, enquanto de Famalicão chegou aquele que será, talvez, o principal reforço leonino para 2020/21: Pedro Gonçalves. O médio, de 22 anos, eleito melhor jogador jovem da edição 2019/20 da I Liga, terá custado cerca de 6 milhões de euros aos cofres leoninos e será, certamente, peça-chave no 'xadrez' de Rúben Amorim.

Sp.Braga, V.Guimarães e Boavista também dão que falar

Mas nem só os três grandes deram que falar neste mercado de transferências. A chegada de nomes sonantes, que já fizeram história no campeonato português, foi também notícia neste 'defeso'. Tudo começou com a chegada de Nico Gaitán a um Sp.Braga que fez igualmente regressar à I Liga Iuri Medeiros e André Castro.

Depois, foi a vez de o Boavista anunciar a contratação de Javi Garcia, em tempos campeão nacional pelo Benfica, que chega do Bétis. O conjunto 'axadrezado' parece apostar forte na nova temporada, para a qual conta já com um total de 12 reforços, entre eles Angél Gomes, jovem médio inglês que chega por empréstimo do Lille e que conta no currículo já com alguns jogos pela equipa principal do Manchester United.

E, claro, houve depois o exuberante anúncio de Ricardo Quaresma como reforço do V.Guimarães. O extremo vai representar o seu terceiro clube em Portugal, depois de se ter já sagrado campeão por Sporting e FC Porto, e é uma das nada mais, nada menos que 16 caras novas já anunciadas para os vimaranenses.

E nos restantes clubes? Há até espaço para jogadores vindos do Barcelona, do Real Madrid e do Manchester City...

Mas há mais nomes que merecem destaque! O Famalicão, equipa-sensação da temporada passada, por exemplo, conta com um jogador vindo do Barcelona: o defesa espanhol Dani Morer, de 22 anos, internacional pelas seleções jovens do seu país e vencedor da UEFA Youth League com o clube catalão.

Seguindo na mesma linha, o Paços de Ferreira conta com o médio espanhol de 21 anos Martín Calderón, emprestado pelo Real Madrid. Calderón é internacional sub-17 e sub-19 por Espanha.

E, no Moreirense, há um defesa emprestado pelo Manchester City: Nahuel Ferraresi, venezuelano de 22 anos que na época passada representou, também por empréstimo, o FC Porto B.

Voltando aos regressos à I Liga, Salvador Agra está de volta ao nosso país, agora para vestir a camisola do Tondela, enquanto no Gil Vicente também há dois portugueses que regressam ao nosso país: o guarda-redes Joel Pereira e o lateral-esquerdo Talocha. 

Saiba mais sobre o arranque da I Liga 2020/21

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.