Bruno de Carvalho e Pedro Madeira Rodrigues estiveram na noite desta quinta-feira em debate, o único que os dois candidatos vão ter, antes das eleições do Sporting marcadas para o dia 4 de março. Os dois candidatos falaram das suas ideias para o futuro do clube, atacaram-se mutuamente e mostraram ideias diferentes sobre o que querem do clube leonino. Reunimos aqui dez frases marcantes de cada um dos candidatos

Pedro Madeira Rodrigues

"O Boloni vai ficar com a coordenação toda do futebol profissional e da formação. Foi ele que lançou o Cristiano, o Quaresma, o Hugo Viana... É por ele que vai passar tudo".

"Jorge Jesus não é referência nenhuma. Tem ganho muito dinheiro e o que deixou foi uma Supertaça. A sua saída vai ser limpinha, limpinha".

"Em equipa que perde não se mexe. É essa a mentalidade de agora. E os sportinguistas estão fartos".

"Eu andei numa zaragata em campo, Bruno de Carvalho andou numa discoteca, na Madeira".

"Quem desestabilizou foi Jorge Jesus a envolver-se nas eleições a meio da época. E quem tem desestabilizado mais a equipa tem sido o senhor. Uma postura patética".

"Sabe o que diria Bruno de Carvalho sobre o seu mandato em 2013? Que seria um fracasso. Agora diz que foi um sucesso".

"Se eu não for campeão nos próximos quatro anos, nem me recandidato".

"Preocupa-me muito ter visto Ricciardi dizer que o Sporting está melhor do que nunca financeiramente. Esta pessoa que dizia que o Banco Espírito Santo estava numa situação ótima".

"Tenho falado com investidores, que dizem que as contas estão a descambar completamente. Com Jesus, perdemos completamente o controlo".

"Bruno de Carvalho acabou de dizer uma coisa gravíssima. Acabou de chamar cobardes a 32 mil sportinguistas em condições de se candidatarem".

Bruno de Carvalho


"Vítor Espadinha, com grande elevação, chamou-me palhaço, ridículo, cromo, atrasado mental, anormal, louco, primata… Isto foram as palavras que um candidato a um órgão social de Madeira Rodrigues disse".

"Estamos a falar de processos a três sócios, que disseram publicamente que roubei, que bati em crianças e que testemunharam a compra de cofres para colocar dinheiro. Foi por isso que se colocaram processos".

"Tivemos sempre resultados positivos na SAD, menos na última época, mas foi propositado para fazermos a duas maiores vendas de sempre".

"Dizer que vai apresentar o treinador após o jogo do Sporting é o quê? Isto é para desestabilizar".

"A média desta direção é de três épocas por Taça e três épocas por Supertaça. Oito épocas por campeonato, cinco por campeonato e cinco por supertaça".

"Nunca tive necessidade de ir para uma entrevista dizer que sou anti-benfiquista".

O candidato, que acha que é candidato à SAD, se calhar não sabe que nós, quando, chegámos aqui, passamos de 35 para 50 modalidades".

"Temos estudos, com orçamentos. Eu, se ganhar as eleições, vou dar a obra [do Estádio] a Madeira Rodrigues, porque é bom e barato".

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.