O lateral direito, de 20 anos, foi um dos 31 atletas apresentados pelos ‘axadrezados’ na quarta-feira, uma semana depois de ter integrado pela primeira vez os trabalhos de pré-temporada às ordens de Petit, na sequência de uma transferência falhada para Curitiba.

De acordo com a imprensa, Boavista e Athletico Paranaense tinham chegado a acordo, mas o quarto classificado do Brasileirão, treinado pelo antigo selecionador português Luiz Felipe Scolari, não reuniu garantias para o pagamento de quase dois milhões de euros.

Nathan ainda ficou mais uns dias no Brasil, na esperança de que as negociações entre clubes fossem desbloqueadas, mas só através do Santos, nono colocado, consumou o regresso ao seu país, onde havia despontado nas camadas jovens do Vasco da Gama.

Emprestado pelo ‘vascão’ há duas temporadas, o defesa foi contratado a título definitivo pelos ‘axadrezados’ no verão passado, tendo rubricado um vínculo até junho de 2025, e cresceu de influência em 2021/22, ao contabilizar 34 jogos, um golo e duas assistências.

A formação de Petit confirmou a 11.ª saída, após o guarda-redes Alireza Beiranvand, os defesas Chidozie, Jackson Porozo e Tiago Ilori, os médios Javi García, Francisco Pereira e Tomás Reymão e os avançados Manuel Namora, Paul-Georges Ntep e Petar Musa.

O Boavista, que lida com um impedimento de inscrição de novos jogadores e não referiu os valores envolvidos no negócio, vai estrear-se na edição 2022/23 da I Liga com uma deslocação ao Portimonense, no domingo, às 20:30, no Estádio Municipal de Portimão.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.