O dérbi minhoto com o Sporting de Braga, na quinta-feira, da 28.ª jornada da I Liga de futebol, "é fundamental" para a desejada aproximação do Vitória de Guimarães aos lugares europeus, admitiu hoje o treinador Ivo Vieira.

Ambas as equipas vêm de três jogos sem vencer, os vimaranenses só com empates e os bracarenses com duas derrotas e um empate. O Vitória está a sete pontos dos rivais e, em caso de triunfo, fica a apenas quatro, mas, se perder, o fosso alarga-se para 10.

"Não é decisivo, mas é fundamental. Sabemos que se não pontuarmos podemos ficar mais distantes e o nosso objetivo fica mais difícil. Não fica impossível, mas temos que ser muito realistas. Se ganharmos, vamos ficar mais perto dos lugares que almejamos e continuar a alimentar essa esperança com outra motivação", disse Ivo Vieira, através de videoconferência.

Por isso, para o Vitória de Guimarães continuar, "ao menos, a sonhar em chegar a um lugar europeu é fundamental somar pontos" em Braga, num "jogo muito aliciante, de grau de dificuldade elevado", em que, "mais do que jogar bem, importa ganhar".

"Há o peso do dérbi, é um jogo de grande responsabilidade para ambas as equipas. Sabemos da paixão dos nossos adeptos, do outro lado também existe um clube e outros adeptos a trabalhar pelo mesmo, temos que dar tudo para ser felizes. Só penso em somar os três pontos", referiu.

O treinador considerou ainda que, "analisando de uma forma muito bruta, nenhuma das equipas, após a retoma, está ao seu nível ou a superar expectativas, pelos resultados e pela qualidade de jogo em si. Ambas têm capacidade para mais" e podem querer fazer deste "um jogo de viragem".

Para Ivo Vieira, "ambas as equipas vão estar pressionadas a ganhar" e, "por vezes, aquele que está menos bem acaba por tirar vantagem".

"Um jogo destes é completamente diferente, os jogadores vão estar completamente focados, queremos ganhar todos os jogos, mas há um outro jogo em que os índices de concentração e empenho são diferentes pelo que envolve os dois clubes", disse.

O Sporting de Braga já passou por três treinadores esta época, com diferentes sistemas de jogo, sendo que, no último, o seu técnico, Custódio Castro, alterou-o novamente para 4x4x2 (em vez de 3x4x3).

"A realidade é que há uma variabilidade do jogo, ainda agora alterou a organização ofensiva com três centrais. Fá-lo na mesma com o lateral esquerdo a fazer de terceiro central, estruturalmente, é mais ou menos a mesma coisa, mas as dinâmicas são outras e nós vamos ajustando a estratégia, com e sem bola, perante a organização ofensiva e defensiva do adversário. No fundo, é como um jogo de monopólio, aquele que conseguir abordar melhor e tirar dividendos do jogo poderá tirar vantagem", disse.

Sobre o momento da equipa e a identificação dos seus principais problemas atuais, notou que, "sobretudo, há que melhorar o aspeto ofensivo, a tomada de decisão no último terço e conseguir fazer mais golos".

"Temos tido alguma infelicidade na zona de finalização. O Vitória está há três jogos sem ganhar, mas está há seis sem perder, obviamente, isso não me conforta, preferia que fossem três vitórias, que é o que traz confiança. Não estamos satisfeitos com estes três empates e assumo as minhas responsabilidades", disse.

O treinador considerou ainda que a ausência de público "não é benéfica para equipa nenhuma" porque os jogadores gostam de jogar perante público, seja adversário ou não.

"Todos os treinadores têm tido a mesma opinião: o futebol sem adeptos não faz sentido, jogamos para eles. [A ausência de público] reflete-se ainda mais nos clubes que, a par do Vitória, levam muita gente ao estádio, [mas] não é benéfica para equipa nenhuma. É mais gratificante para os atletas jogarem perante público, seja adversário ou não, do que com as bancadas despidas, há uma sensação de vazio. Mas, todos jogamos nas mesmas condições e não nos vamos agarrar a isso para fugir a qualquer responsabilidade", disse.

Vitória de Guimarães, sétimo classificado, com 40 pontos, e Sporting de Braga, quarto, com 47, defrontam-se a partir das 21:00 de quinta-feira, no Estádio Municipal de Braga, jogo que será arbitrado por Tiago Martins, da associação de Lisboa.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.