A Diretora-Geral da Saúde, Graça Freitas, afirmou esta quarta-feira que que o regresso do público aos estádios de futebol não está, para já, na lista de prioridades da DGS (Direção-Geral de Saúde), e que tal regresso terá de esperar que seja ultrapassado o "grande desafio pela frente" que é o regresso às aulas.

Na habitual conferência de imprensa diária de autualização do ponto de situação da COVID-19 em Portugal, Graça Freitas, afirmou, quando questionada sobre o tema, que antes que tudo há que olhar para o momento e para o contexto em que nos encontramos, garantindo não se trata de menosprezar o assunto. "Não há nenhum preconceito com o futebol, mas temos de ver o contexto em que estamos. Temos de ver agora como acontece a retoma das aulas porque vai movimentar milhares de pessoas todos os dias, e como é o início do outono e o início do inverno no hemisfério sul", frisou a diretora-geral.

"O publico no futebol é uma atividade desejável, mas são necessárias cautelas", fez ainda questão de sublinhar Graça Freitas. "Vamos agora passar um período em que coincidem o regresso à atividade escolar e à normalidade de trabalho para muitos portugueses e, portanto, temos de ter a paciência de remeter para momentos futuros alguns fatores de risco adicionais", acrescentou ainda a Ministra da Saúde, Marta Temido, durante a mesma conferência de imprensa.

Contudo, antes de concluir as respostas sobre o assunto, Graça Freitas lembrou e saudou a bem-sucedida retoma da I Liga para o final da temporada 2019/20. "A retoma da época passada correu muito bem. Houve um comportamento exemplar, que permitiu concluir as competições e não ter surtos associados. Identificámos precocemente casos, procedeu-se de acordo com o protocolo e tudo correu bem", recordou, a terminar.

Recorde-se que já esta quarta-feira foi tornado público que a Liga de Clubes tinha pedido à DGS para que o jogo particular entre Sp. Braga e Valladolid, marcado para o próximo sábado, tivesse público no estádio. Um pedido que surgiu na sequência das declarações da Diretora-Geral da Saúde, Graça Freitas, nas quais esta referiu que o regresso do público ao futebol teria de ser testado "num jogo piloto, para ver como as coisas correm".

A I Liga terá início no fim de semana de 19 e 20 de setembro, uma semana depois do arranque da II Liga, sendo que ambas as competições profissionais terminam no dia 19 de maio de 2021.

Relativamente à Fórmula 1, com o Grande Prémio de Portugal a realizar-se em Portimão, de 23 a 25 de outubro, foi “dado o parecer favorável” para a presença de público no evento, como há muito foi confirmado.

“À Fórmula 1 demos o parecer favorável. Até houve já um evento que serviu de piloto à Fórmula 1, as Superbikes, em 07 de agosto. Foi teste para ver como era o comportamento do público nas bancadas”, recordou Graça Freitas.

Por fim, sublinhou que este tipo de situações são “negociadas e dizem respeito a aspetos técnicos, regras de segurança e à vontade dos organizadores”.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.