Dias da Cunha não poupa nas críticas a Bruno de Carvalho. O antigo presidente do Sporting continua sem perceber a forma como Marco Silva foi dispensado em Alvalade e não tem dúvidas de que o atual líder leonino sofre de um problema mental.

Em declarações ao diário O Jogo, Dias da Cunha respondeu às críticas de Bruno de Carvalho e voltou a mostrar-se apreensivo quanto à forma como o clube está a ser gerido atualmente.

"Para mim o Bruno de Carvalho é um problema mental. É a hipertrofia autossustentada do ego que o leva ao autoritarismo. Tudo resulta dessa situação, portanto, a presença daquele senhor na presidência é um mal e um crime para o Sporting", afirmou Dias da Cunha ao diário O Jogo.

"Quem se ri do Sporting é o Benfica. Viram-se livres do Jorge Jesus sem preocupações e sabem os problemas que vai causar, nomeadamente na formação da Academia. Com que jogadores da formação do Benfica ele jogava? O Sporting chegou a jogar com nove! Ou seja, não tem nada a ver com a política do Sporting que teve sempre a maioria de jogadores da casa. Oxalá seja compatível, mas isso surpreender-me-ia muito. Porém, o problema não é o Jorge Jesus, é a forma como foi corrido o Marco Silva. Acho que é uma vergonha a tentativa de justa causa. Gostava de ver um Sporting dirigido de outra forma", atirou o antigo presidente do Sporting Clube de Portugal.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.