Num primeiro comunicado emitido após as eleições, o candidato admitiu haver “inconformidades” no processo eleitoral.

Agora num outro comunicado, Dias Ferreira referiu que em momento algum quis pôr em causa os membros da Mesa da Assembleia Geral e os funcionários do Sporting que participaram neste acto eleitoral.

Leia o comunicado:

Face às interpretações que foram, ou quiseram ser dadas, ao comunicado de 28 de Março de 2011, esclarece-se o seguinte:

1. A afirmação de «haver uma discrepância não justificada entre o número de votantes registados ( 14 205 ) e o número de votantes nas urnas: CD ( 14 619), AG (14 583), CF ( 14 599) e CL (14 536) » não visou por em causa, directa ou indirectamente, a honra e dignidade dos membros da Mesa da Assembleia Geral ou dos funcionários do SCP, em quem sempre se depositou, e deposita, toda a confiança, pessoal e institucional.

2. O Presidente da Assembleia Geral eleitoral justificou, pessoal e globalmente, a razão de tal discrepância, pelo que tal questão ficou encerrada para o signatário.

3. Tratando-se de questão judicial, eventualmente pendente, o signatário não mais se pronunciará sobre ela publicamente, na imprensa ou noutros meios de comunicação social.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.