Momento tenso na zona mista do FC Porto, logo após o final do Clássico na Luz que terminou empatado a uma bola.

Pinto da Costa foi o único elemento dos ´azuis-e-brancos` a falar aos jornalistas na zona mista. O líder do FC Porto mostrou-se desagradado com perguntas acerca da arbitragem.

“Não vale a pensa insistir que não vou falar sobre arbitragem. Pode insistir à vontade que daqui não leva nada. Você vive da chafurdice e eu não”, disse Pinto da Costa, quando lhe foi pedido um comentário à arbitragem.

Meno de um minuto depois apareceu Luís Gonçalves, diretor geral do FC Porto, a tentar descobrir quem tinha sido o "engraçadinho", como o próprio disse, que tinha colocado às questões sobre arbitragem. O dirigente dos ´azuis-e-brancos` ameaçou o operador de câmara de ABola TV, de dedo em riste. Luís Gonçalves chegou mesmo a tocar na cara do operador de câmara, para espanto de todos os jornalistas presentes.

E enquanto ameaçava o profissional da comunicação social, um dos elementos da segurança do FC Porto colocou-se à frente da câmara, para que este não captasse imagens.

Um momento tenso e uma atitude lamentável que causou perplexidade entre os jornalistas presentes. Até porque nem tinha sido o câmara de ABola TV a colocar as questões da arbitragem.

O Benfica empatou com o FC Porto a uma bola, em jogo da 27.ª jornada da I Liga.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.