O futebolista angolano Djalma traçou hoje um balanço «muito positivo» da sua presença no FC Porto e afirmou sentir-se «preparado para ajudar a equipa», apesar de reconhecer que a «concorrência é muito forte».

Djalma, que foi hoje o porta-voz do grupo de trabalho dos “dragões”, antes do início do treino no Olival, abordou ainda o próximo jogo, com o Feirense, domingo, a sua estreia na Liga dos Campeões e o bom momento de Hulk e James.

«Sinto-me bem e preparado para ajudar a equipa em qualquer momento. Quer seja no início, quer seja no fim do jogo. De todas as formas sinto-me preparado para jogar», adiantou o avançado angolano.

Djalma não esconde que a concorrência para o seu lugar é grande, dadas as presenças de Hulk, James Rodriguez, Varela e Cristian Rodriguez, mas encara a situação com otimismo, já que o ajuda «a crescer como jogador».

O angolano considerou Hulk e James «jogadores fantásticos, que têm estado num grande momento e estão de parabéns», mas lembrou que «o campeonato ainda agora começou».

«Vou esperar o meu momento. Até agora, tem sido o momento deles e têm estado muito bem», reconheceu Djalma, negando estar em vantagem, como os últimos jogos podiam dar a entender, em relação a Varela.

O ex-jogador do Marítimo não se sente «nem em vantagem, nem atrasado em relação a ninguém», mas sim «preparado» para alinhar quando o treinador entender: «O Varela é um grande colega, como todos os outros, e o momento dele é o Vítor Pereira que decide».

Varela ficou fora dos convocados para o encontro com o Vitória de Setúbal, da quarta jornada da Liga, e entrou depois de Djalma frente aos ucranianos do Shakhtar Donetsk, para a Liga dos Campeões.

O FC Porto defronta domingo o Feirense, para a quinta jornada da Liga, em Aveiro, numa partida em que o avançado angolano espera dificuldades, «pois é uma equipa nova que quer mostrar valor na Liga».

«É uma equipa que tudo irá fazer para se mostrar contra um grande, ainda por cima frente aos seus adeptos, mas o FC Porto trabalha sempre com o intuito de conseguir vitórias e domingo não vai ser exceção», disse.

Quanto à estreia de terça-feira na Liga dos Campeões, com um triunfo por 2-1 frente ao Shakhtar, Djalma considerou ter concretizado «um objetivo pessoal».

«Foi um momento marcante, pelo clube e pela vitória», finalizou o angolano.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.