Percorridos os primeiros 45 minutos de jogo em Alvalade no confronto entre Sporting e Académica, os leões já ganham por 2-0 graças a dois golos de belo efeito do irreverente Yannick Djaló.

Começou melhor o Sporting e impôs o ritmo dos primeiros minutos. Logo aos 2’, Zapater fez o primeiro remate, que embora tímido mostrou que os leões queriam impor o seu jogo e não conceder veleidades aos estudantes.  

O Sporting estava mais pressionante em jogo mas até foi a Académica a primeira equipa a introduzir a bola na baliza, com o lance a ser invalidado por fora-de-jogo. Minutos volvidos e Torsiglieri viu o fiscal de linha ditar-lhe a mesma sentença depois de Polga ter enviado a bola ao poste.

A Académica voltou a espevitar e a meio da primeira parte valeu Rui Patrício, que com uma bela estirada evitou que o remate de fora de área do Hugo Morais terminasse nas redes verde e brancas

À meia hora Peiser ainda evitou nova tentativa de Polga, mas dois minutos depois nada pôde fazer ao remate teleguiado de Djaló: Matias trabalhou bem na área, deu atrasado e o avançado, de primeira e de fora da área, meteu a bola na gaveta da baliza dos estudantes.

Muitos ainda se sentavam nas bancadas de Alvalade e Djaló voltou a fazer o gosto ao pé, desta vez em jeito, fazendo um chapéu a Peiser, que nada podia fazer para além de seguir a bola com os olhos.

O Sporting estava por cima e Rui Patrício voltou a mostrar-se em duelos com Bischoff. Na transformação de dois livres, o médio viu Rui Patrício fazer duas grandes defesas, sendo difícil escolher qual delas a mais bonita.

O Sporting chega ao intervalo em vantagem e com tudo para regressar às vitórias na liga.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.