Golear ou golear. Esta tem sido a sina do FC Porto nos jogos em casa para a I Liga. Em cinco jogos, os homens de Sérgio Conceição marcaram 21 golos em casa, a uma impressionante média de 4,2 tentos por partida.

Este registo de goleadas começou logo na primeira ronda da I Liga. Depois de exibições e resultados convincentes na pré-época nos jogos em solo português (sete jogos, seis vitórias, um empate, 24 golos marcados e cinco sofridos), a formação de Sérgio Conceição arrancou da melhor forma, goleando o Estoril por 4-0. Brahimi, Marcano e um bis do regressado e (até lá) mal-amado Marega, mostravam ao que vinha a equipa azul-e-branca, determinada em romper com o ciclo vitorioso do Benfica.

A goleada seguinte em casa, com o Moreirense, por 3-0, confirmava a veia goleada da equipa. Desta vez foi Aboubakar a ser o homem do encontro, com um hat-trick.

O resultado foi repetido no terceiro encontro no Dragão, agora frente ao Desportivo de Chaves, com golos dos homens da frente: Marega, Aboubakar e Soares.

Até lá, Sérgio Conceição ia cumprindo com o que prometera na pré-época, com os ´dragões` a deixarem a concorrência em alerta. A forma como o FC Porto cria oportunidades e domina os adversários vai encantando a planteia. Isso ficou evidente quando aplicou 5-2 ao Portimonense, na 7.ª ronda, em casa, com golos de Marcano, Marega, Aboubakar e um bis de Brahimi.

Mas o melhor estava reservado para a jornada 9, naquela que foi a melhor exibição da equipa esta época. Frente ao Paços de Ferreira, a equipa de Sérgio Conceição fez seis golos, mas podia ter marcado mais, tal a avalanche ofensiva do FC Porto. Os ´dragões` pareciam determinados em limpar a má imagem deixada a meio da semana na Alemanha, quando foram derrotados pelo RB Leipzig para a Champions, naquela que foi a pior exibição da época. O técnico prometeu reação, a equipa cumpriu.

Nunca se viu nada assim no reino do Dragão

Não há memória de tanta eficácia em casa, nas primeiras cinco rondas no principal campeonato português. O melhor que o FC Porto tinha conseguido até agora eram quatro goleadas em casa nos primeiros cinco jogos da Liga. E tal registo foi alcançado por quatro técnicos: Vascheto em 1947, Flávio em 19656, Pedroto em 1976. O último foi Otávio Machado Machado em 2001, que perdeu o 5º jogo em casa com o Belenenses por 2-1. Precisamente o próximo adversário dos dragões na Liga nos jogos em casa. Cabe ao técnico Domingos Paciência, um dos históricos do FC Porto, ´partir` a veia goleadora dos ´dragões`.

É verdade que até agora o FC Porto ainda não recebeu qualquer ´grande` em casa (Benfica e Sporting) e só tem defrontado equipas da parte de baixo da tabela. Mas já empatou em Alvalade com o Sporting, num jogo onde dominou e foi melhor. Seja como for, a equipa de Conceição vai dominando a Liga, com destaque para os jogos em casa. Os ´dragões` tem a melhor defesa da prova (4 golos sofridos) e o melhor ataque (25 golos marcados).

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.